FACA E MORTE

Netflix reprovou fala macabra de Wandinha e quis cortá-la; saiba qual

Confira as versões da tal frase em português, dublada e legendada, e no original em inglês
REPRODUÇÃO/NETFLIX
Jenna Ortega em episódio de Wandinha
Jenna Ortega em episódio de Wandinha

Marca registrada de Wandinha (Jenna Ortega), as falas jocosamente macabras e sádicas da personagem sustentam a comédia homônima sombria da Netflix. Porém, alguns executivos da gigante do streaming não gostaram de algumas tiradas da estudante, chegando ao ponto de pedir que uma fala específica fosse cortada. Miles Millar, um dos criadores de Wandinha, foi contra essa sugestão e defendeu a protagonista. No final das contas, a tal frase polêmica não foi retirada.

Em entrevista ao site IndieWire, Miles Millar primeiramente deixou claro que a Netflix não interferiu com agressividade no desenvolvimento da narrativa, carregada de temas densos, fúnebres e sinistros, ainda mais se tratando de trama com personagens adolescentes. “A Netflix sempre deu muito apoio, os executivos são fãs da Família Addams”, afirmou.

Contudo, houve um pedido direto. O pessoal da alta cúpula da Netflix queria que uma frase de Wandinha, dita no segundo episódio, fosse apagada da história. A fala da jovem fez uma piada sobre faca e morte, abordagens diferentes na versão original (em inglês), dublada ou legendada em português.

Wandinha conversa com a colega de quarto dela, Enid (Emma Meyers). A garota extrovertida encoraja a amiga reclusa para ser mais social. No original, Enid usa a expressão: “take a stab at being social” (stab é esfaquear, em português). “I do like stabbing (Eu gosto de esfaqueamento)”, devolveu Wandinha. “The social part, not so much (A parte social, nem tanto)”, completou.

Na versão legendada ficou assim: “Que tal matar um tempo socializando?”, perguntou Enid. “Matar me agrada. Socializar, nem tanto”, respondeu Wandinha.

Na dublagem saiu dessa forma: “A Thornhill pediu pizza. A faca e o queijo na mão para socializar”, falou Enid. “Eu gosto de uma faca. A parte social, nem tanto”, foi o que disse Wandinha.

Para Millar, “cortar essa fala iria estragar toda a essência e o propósito da personagem. Seria trair a personalidade dela.”

Como quem viu ao menos um episódio de Wandinha sabe, o humor ácido e peculiar da protagonista é a razão principal que faz a série ser tão especial e diferente, agradável de acompanhar. Sem essa veia gótica e sádica, ela iria ficar irreconhecível.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!