MERCADO

Plano com anúncios da Netflix atrai poucos novos assinantes; veja os números

Pacote mais barato está à venda desde 3 de novembro
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Imelda Staunton na 5ª temporada de The Crown
Imelda Staunton na 5ª temporada de The Crown

No primeiro mês, o plano com anúncios da Netflix atraiu poucos novos assinantes. É o que revela um estudo sobre a cartela de usuários da gigante do streaming, nos Estados Unidos. Segundo pesquisa da Antenna, firma especializada em análise de plataformas online por assinatura, o plano básico com propagandas contabilizou somente 9% dos novos clientes, em novembro.

Do total dos assinantes do plano com anúncios, no mês passado, 57% foram de novos clientes ou pessoas que retornaram a assinar a Netflix. Os outros 43% englobaram quem tinha uma assinatura mais cara e resolveu aderir ao acesso mais em barato.

Para qualquer streaming, o plano com anúncios tem dois objetivos: frear fuga de assinantes e conquistar gente nova. Segundo a Netflix, em nota divulgada pelo The Wall Street Journal, “é muito cedo” para fazer qualquer análise sobre o desempenho do pacote recém-lançado. A porta-voz da empresa disse que todos da Netflix “estão satisfeitos com os números iniciais.”

Vale uma comparação. Em junho de 2021, a HBO Max, nos EUA, lançou o seu plano com anúncios. Segundo dados da Antenna, 15% das novas assinaturas no primeiro mês foram com esse plano.

A própria Antenna considera que ainda é prematuro chegar a definições sobre a nova investida da Netflix. Mas o estudo apresenta um bom parâmetro. “O novo pacote ainda não provocou uma grande onda”, disse Jonathan Carson, cofundador da Antenna e diretor executivo. “Será que o plano vai gerar um crescimento real? Não dá para dizer no momento.”

Plano com anúncios no Brasil

Esse plano com anúncios foi lançado pela Netflix em novembro, nos Estados Unidos e em outros 11 países, incluindo o Brasil. Por aqui, a gigante do streaming batizou a nova opção de assinatura de Básico com Anúncios. O preço é de R$ 18,90 por mês, e o acesso ao conteúdo da plataforma é limitado.

Em território tupiniquim, parece que a Netflix está satisfeita com o andamento desse pacote. Segundo informações da revista Veja, a plataforma vendeu cinco cotas comerciais para grandes empresas anunciarem no serviço. São elas: Volkswagen (indústria automobilística), Havaianas (calçados), BRF (alimentos), Bradesco Seguros (seguradora) e Cielo (serviços financeiros).

Quem estiver pensando em assinar o plano em questão precisa considerar várias coisas. A qualidade do vídeo é reduzida, de apenas 720p/HD, inferior ao modelo padrão. São de 4 a 5 minutos de comerciais a cada hora assistida. Não há opção de download. E cada anúncio tem duração de 15 a 30 segundos, exibidos antes e durante o programa escolhido.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!