BUROCRACIA

Executivo da Netflix explica porque plano com anúncios tem acesso limitado

Empresa precisa combinar novas cláusulas contratuais com produtoras e estúdios
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Lily Tomlin (à esq.) com Jane Fonda em Grace and Frankie, comédia da Netflix
Lily Tomlin (à esq.) com Jane Fonda em Grace and Frankie, comédia da Netflix

Junto com a divulgação do lançamento do plano com anúncios, a Netflix informou que o pacote recém-criado não terá 100% do conteúdo disponível ao assinante. Não há uma razão propositadamente restritiva por trás disso. É só uma questão burocrática, de estabelecer com produtoras e estúdios as condições do novo acerto. Todas as séries originais da empresa estarão no catálogo, por exemplo. As atrações afetadas são aquelas adquiridas de terceiros.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (13), o executivo Greg Peters, diretor de produtos e de operação da gigante do streaming, esclareceu alguns pontos acerca do assunto. “O volume de títulos fora do catálogo [no plano básico com anúncios] é muito pequeno”, afirmou. Segundo ele, por volta de 10% das atrações ficarão de fora, neste primeiro instante.

“Tudo isso é por causa de contratos”, continuou Peters. “Não é um entrave com algum estúdio específico [dono de conteúdo presente na Netflix]. Essa porcentagem vai diminuir com o tempo, estamos trabalhando nisso.”

O executivo não falou o quanto a empresa teve que pagar a mais para as produtoras e estúdios nesses novos acordos. Isso porque nos contratos até então vigentes, alguns não tinham cláusulas sobre a Netflix exibir propaganda na plataforma. 

Com essa mudança de negócios, os valores e condições daqueles contratos têm de ser alterados também. Afinal de contas, a Netflix vai ganhar mais dinheiro com esse plano com anúncios.

Plano da Netflix com anúncios: valor e como funciona

A Netflix anunciou quando o plano com anúncios será lançado no Brasil: 3 de novembro. Na mesma data, o novo pacote passa a ser oferecido em outros 11 países, incluindo os Estados Unidos. A gigante do streaming batizou essa nova opção de assinatura de Básico com Anúncios. O preço será de R$ 18,90 por mês, e o acesso ao conteúdo da plataforma será restrito.

Quem estiver pensando em assinar esse plano precisa considerar várias coisas. A qualidade do vídeo será reduzida, de apenas 720p/HD, inferior ao modelo padrão. Vão ser de 4 a 5 minutos de comerciais a cada hora assistida. Não há opção de download. E cada anúncio terá duração de 15 a 30 segundos, exibidos antes e durante o programa escolhido.  

O valor do plano Básico com Anúncios é apenas sete reais mais barato do que a opção mais em conta disponível atualmente, cuja máxima resolução possível é pior ainda (480p). Em comparação com o pacote Padrão, o plano recém-criado sai por menos da metade do preço.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!