MERCADO

No Brasil, Netflix fatura com propagandas e vende 5 cotas para anunciantes

Marcas como Volks, Havaianas e BRF já fecharam com a gigante do streaming
REPRODUÇÃO
Plano com anúncios da Netflix já enche o bolso da empresa
Plano com anúncios da Netflix já enche o bolso da empresa

Pouco mais de um mês após lançar o plano com anúncios no Brasil, a Netflix já fatura com essa alternativa mais barata e atrai nomes importantes do mercado publicitário. A gigante do streaming fechou cinco cotas com empresas de peso: Volkswagen (indústria automobilística), Havaianas (calçados), BRF (alimentos), Bradesco Seguros (seguradora) e Cielo (serviços financeiros). A informação é da coluna Radar, na edição desta semana da revista Veja.

Se até pouco tempo atrás a Netflix jurava que nunca iria abrir a porta para a publicidade dentro da plataforma, crise financeira e perda de assinantes jogaram esse princípio para debaixo do tapete. E isso é um caminho sem volta no mundo dos streamings, registra-se. Com exceção do Apple TV+, bancado pela trilionária Apple, todos os serviços desse ramo vão ter de oferecer ao público um pacote mais barato e com anúncios.

No Brasil, o tal plano foi lançado em 3 de novembro. A gigante do streaming batizou essa nova opção de assinatura de Básico com Anúncios. O preço é de R$ 18,90 por mês, e o acesso ao conteúdo da plataforma é limitado.

Quem estiver pensando em assinar esse plano precisa considerar várias coisas. A qualidade do vídeo é reduzida, de apenas 720p/HD, inferior ao modelo padrão. São de 4 a 5 minutos de comerciais a cada hora assistida. Não há opção de download. E cada anúncio tem duração de 15 a 30 segundos, exibidos antes e durante o programa escolhido.  

O valor do plano Básico com Anúncios é apenas sete reais mais barato do que a opção mais em conta disponível atualmente, cuja máxima resolução possível é pior ainda (480p). Em comparação com o pacote Padrão, o plano recém-criado sai por menos da metade do preço.

A Netflix almeja, primeiramente, duas coisas com o plano Básico com Anúncios: atrair novos assinantes e segurar aqueles insatisfeitos por acharem os atuais preços salgados demais.

O mercado publicitário abraça em peso essa iniciativa, pela possibilidade de alcançar milhões e milhões de pessoas com uma publicidade direcionada similar à vista na internet, diferente da forma tradicional da TV. As cinco cotas já vendidas provam isso.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!