PERFIL DE JORNALISTA

Melissa Benoist volta a ser repórter na TV (mas sem superpoderes)

Baseada em fatos, a série The Girls on the Bus estreia quinta (14), na Max
DIVULGAÇÃO/MAX
Melissa Benoist em The Girls on the Bus
Melissa Benoist em The Girls on the Bus

Melissa Benoist tem perfil de jornalista. Sem medo de ser marcada pelo typecast, quando atores são escalados para viver o mesmo tipo de papel várias vezes, ela volta a interpretar uma repórter na TV, desta vez na Max, no drama político The Girls on the Bus, que estreia na quinta-feira (14). Sua personagem, porém, é bem diferente da Kara Danvers de Supergirl (2015-2021), distinção que vai além dos óculos e superpoderes.

Em Supergirl, Melissa Benoist eternizou a heroína prima do Superman. A série da DC até tocou em assuntos importantes com a Supergirl em sua identidade civil de repórter do grupo de mídia CatCo Worldwide, mas a profundidade do jornalismo na trama foi rasa, até porque a prioridade da narrativa era mostrar a personagem titular usando seus poderes para proteger National City de vilões. Já o drama The Girls on the Bus é totalmente focado no trabalho jornalístico.

Melissa falou sobre as semelhanças e disparidades desses seus dois trabalhos em entrevista ao site TVLine. “Elas não poderiam ser mais opostas uma da outra”, decretou a atriz. “São propostas diferentes, com cada personagem servindo ao propósito da respectiva série.”

The Girls on the Bus tem Melissa interpretando Sadie McCarthy, repórter de um grande jornal dos Estados Unidos, de alcance nacional, que faz amizade com outras três colegas de profissão enquanto pegam a estrada cobrindo os bastidores de uma campanha presidencial.

Kara e Sadie são iguais “quando se trata de se preocupar em buscar a verdade e lutar pelo o que é justo”, apontou Melissa. “Mas Sadie é uma jornalista com J maiúsculo. É o que ela vive, respira, come… É a vida inteira dela, a sua pele.”

Conheça a trama de The Girls on the Bus

Melissa teve a ajuda do famigerado QI (quem indica) para entrar no drama político da Max. Greg Berlanti, um dos produtores-executivos, indicou a atriz para ser uma das quatro protagonistas; ele que trabalhou com ela em Supergirl, como cocriador e também produtor.

The Girls on the Bus teve um caminho sinuoso entre o berço e o lançamento. Foi desenvolvida inicialmente para a Netflix, depois mudou para a rede CW (TV aberta nos Estados Unidos) e só depois encontrou um lar na Max.

A base da trama é inspirada em uma história real retirada do livro Chasing Hillary, da jornalista Amy Chozick, cocriadora da atração ao lado de Julie Plec (franquia The Vampire Diaries). Amy relata na obra como foi cobrir a tentativa de Hillary Clinton, durante oito anos, de alcançar à Presidência dos EUA, incluindo a campanha de 2016. Um capítulo é dedicado às mulheres jornalistas que estavam junto com Amy nessa empreitada. Daí surgiu The Girls on the Bus (As Garotas no Ônibus, em tradução direta).

O objetivo da série, dissecando um enredo diferente do livro, é não ser um drama político na essência; que os telejornais fiquem com a responsabilidade de reportar o mecanismo cru da política. Amy e Julie se empenharam para fazer uma atração sobre essas quatro jornalistas que encontram amor, se deparam com escândalos e formam amizades ao longo do caminho. Embora tenham pontos de vista divergentes sobre várias questões, elas tentam sobreviver juntas em meio ao caos.

Ao lado de Melissa Benoist estão Natasha Behnam (Mayans M.C.), Christina Elmore (The Last Ship, Insecure) e Carla Gugino (A Queda da Casa de Usher). Elas vivem as jornalistas Lola, Kimberlyn e Grace, respectivamente.

The Girls on the Bus é composta de dez episódios. No dia do lançamento (14), entram na Max os dois primeiros episódios. Depois, um capítulo a cada quinta-feira até 9 de maio.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!