COMÉDIA ACLAMADA

Insecure é boa? Série da HBO entra na Netflix e merece sua audiência

Atração protagonizada por Issa Rea estreia na gigante do streaming em 1º de agosto
DIVULGAÇÃO/HBO
Issa Rae (à esq.) com Yvonne Orji em cena de Insecure
Issa Rae (à esq.) com Yvonne Orji em cena de Insecure

O mundo do entretenimento ganha um nó daqueles a partir de 1º de agosto. A Netflix vai passar a disponibilizar uma produção original da HBO, sua grande rival em Hollywood. A comédia Insecure dá início a essa parceria inesperada. Embora tenha origem em vitrine de grife e tudo mais, a série vai atingir muito mais gente na gigante do streaming. O assinante da plataforma do tudum pode ter a certeza de que Insecure é boa, digna de sua atenção.

Leia no Diário de Séries: No vermelho, Warner negocia licenciar séries da HBO para a Netflix

A trama da comédia é fruto da mente de Issa Rae, uma das humoristas mais destacadas da atualidade em Hollywood. Ela entrou na HBO após chamar a atenção por vídeos no YouTube, retirados do projeto chamado de The Misadventures of Awkward Black Girl (As Desventuras de uma Garota Preta Desajeitada).

Lançada em 2016, Insecure quebrou um paradigma daquele período. O mundo das séries estava recheado de muitas comédias iguais sobre a juventude e vida adulta feminina, tipo Girls (na própria HBO), New Girl e Love. Em comum, essas atrações tinham mulheres brancas como protagonistas, perpetuando visão tão comum na TV.

Insecure veio para romper com isso. Durante entrevistas promovendo a atração, Issa Rae (cocriadora, produtora-executiva, roteirista e protagonista) batia na tecla de que o objetivo principal da narrativa era mostrar uma autêntica amizade entre duas mulheres pretas, estabelecendo nova trilha em Hollywood.

A trama de Insecure

A série destrincha a amizade de duas jovens pretas em Los Angeles, passando pelos desafios típicos da jornada adulta, como pagar as contas e se firmar no trabalho. Claro, equilibrando a vida amorosa, agitada ou não, enquanto isso.

Issa Rae é Issa Dee, versão caricata de si mesma. Beirando os 30 anos, a personagem luta para conseguir ter sucesso no trabalho; faz isso ao mesmo tempo em que questiona seu relacionamento de quase uma década com o namorado atualmente desempregado. 

Já Molly Carter (vivida por Yvonne Orji), é advogada bem-sucedida. Ela está na fase de mandar muito bem na carreira cobiçada, mas sente-se sozinha e sofre por ser solteira, desejando entrar em um relacionamento mais sério.

Issa Rae com Kendrick Sampson em Insecure
Issa Rae com Kendrick Sampson em Insecure

Premiada pela narrativa

Com um ativismo social equilibrado e justo, Insecure recebeu elogios e prêmios por não ter receio de tratar de assuntos espinhosos encarados no dia a dia da mulher preta.

Issa Dee é assistente social em Los Angeles, funcionária de uma organização não governamental. Motivada em ajudar o próximo, principalmente os mais carentes, a jovem passa por diversas adversidades nesse caminho, até conseguir impactar a comunidade de forma positiva.

Os passos de sua melhor amiga são no mundo dos prédios espelhados do centro de Los Angeles. A série explora com Molly a trajetória de uma advogada em busca de afirmação profissional dentro de um sistema que lhe é desfavorável.

O racismo é tratado em Insecure de forma bem precisa. As duas amigas estão cercadas de pessoas brancas em seus respectivos ambientes de trabalho. De gírias a relacionamento inter-racial, tudo que é tópico controverso e comum na comunidade preta ganha espaço na comédia. A franqueza e o bom humor imperam nessas abordagens.

Por valorizar a cultura preta, da arte a música, sem deixar de lado tópicos delicados, Insecure foi premiada. Ela foi uma das séries vencedoras do Television Academy Honors (em 2022), premiação especial do Emmy concedida às atrações que “souberam usar a influência e o imenso poder da televisão para promover mudanças sociais.”

Depois de cinco temporadas e 44 episódios, a série chegou ao fim em 2021. Além do impacto social, Insecure enriqueceu o plantel das melhores comédias românticas da HBO, cravando com méritos um lugar nessa prateleira ao lado de produções do naipe de Girls e Sex and The City (estas duas estreladas por mulheres brancas).

Insecure foi indicada a 14 Emmys (ganhou uma estatueta: melhor edição, em 2020). Concorreu na categoria de melhor comédia na cerimônia de 2020, que teve Schitt’s Creek como vencedora.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!