VOTAÇÃO SEM FILTRO

Emmy sincerão: veja quem merece ganhar a premiação de 2023

75ª edição do Oscar da TV acontece na segunda-feira (15)
DIVULGAÇÃO/HBO/HULU/PRIME VIDEO
Cenas de Succession (à esq.), O Urso e Daisy Jones & The Six
Cenas de Succession (à esq.), O Urso e Daisy Jones & The Six

Demorou quatro meses, mas chegou. O Emmy de 2023, adiado por causa da greve dupla que paralisou Hollywood no ano passado, acontece em pleno ano de 2024, na segunda-feira (15), com transmissão da TNT e HBO Max. Por isso, mais do que nunca é importante salientar o que está em jogo: estão na disputa séries exibidas entre 1º de junho de 2022 e 31 de maio de 2023. Ou seja, The Crown, por exemplo, concorre pela quinta temporada.

Outro fator importante a se considerar é que o período de votação foi mantido como se o Emmy de 2023 fosse ocorrer no dia previamente marcado, em 18 de setembro. Os mais de 20 mil integrantes da Academia de Televisão americana, a organizadora do Emmy, tiveram 12 dias, de 17 a 28 de agosto, para escolher os ganhadores da 75ª edição da premiação. Após auferição de auditoria, os envelopes com os vencedores foram lacrados.

Dessa forma, listas de indicados ou vencedores de premiações recentes, tipo Globo de Ouro ou Critics Choice, assim como as cerimônias dos sindicatos, não influenciaram os votos do Emmy.

O Diário de Séries preparou uma análise sincerona das três principais categorias da noite, mais um veredicto seco das outras disputas. É um olhar honesto sobre as melhores atrações da temporada 2022-2023. Confira:

Jeremy Strong na última temporada de Succession
Jeremy Strong na última temporada de Succession

Melhor drama
Andor (Disney+)
Better Call Saul (Netflix)
The Crown (Netflix)
A Casa do Dragão (HBO)
The Last of Us (HBO)
Succession (HBO)
The White Lotus (HBO)
Yellowjackets (Showtime)

Favorito: Succession
Merece ganhar: Succession

A pessoa mais empolgada pode já colocar Succession como uma das melhores séries de todos os tempos. Embora seja necessário um pé no freio nesse argumento, a verdade é que o drama da HBO não estará longe do top 5 ever, verdade seja dita. O que reforça isso é que a temporada final foi espetacular, com um episódio melhor que o outro, narrando eventos de um dia por vez durante uma semana da vida dos herdeiros de olho no prêmio maior: assumir a gestão e controle do grupo de mídia Waystar.

Não é fácil encerrar uma trama. A lista de séries boas que tiveram finais ruins é enorme (olá Lost e How I Met Your Mother). Por isso, todo mérito a Succession, que fez jus ao clichê “fechar com chave de ouro”. Se no ano passado não merecia ganhar o prêmio de melhor drama (Ruptura era a mais digna da estatueta), nesta edição Succession não tem concorrente à altura.

Ayo Edebiri na série O Urso
Ayo Edebiri na série O Urso

Melhor comédia
Abbott Elementary (Star+)
Barry (HBO)
O Urso (Star+)
Jury Duty (Prime Video)
The Marvelous Mrs. Maisel (Prime Video)
Only Murders in the Building (Hulu)
Ted Lasso (Apple TV+)
Wandinha (Netflix)

Favorita: O Urso
Merece Ganhar: The Marvelous Mrs. Maisel

Ao dar o seu palpite nessa categoria, lembre que O Urso concorre pela primeira temporada. Se fosse a segunda, o cenário repetiria o de melhor drama, pois a série culinária se tornou a melhor da TV, em 2023 (atrás de Succession). Mesmo assim, surge como a favorita, com Abbott Elementary colada no retrovisor.

Porém, a merecedora é The Marvelous Mrs. Maisel, o que seria sua segunda vitória nessa categoria (a primeira foi em 2018). Tal qual Succession, a comédia de época arrasou na temporada derradeira. Entregou um final de série que já está na galeria dos melhores. Se o Emmy fosse fiel ao seu propósito, premiar a arte da TV, Maisel seria uma vencedora inconteste.

Sam Claflin com Riley Keough em Daisy Jones & The Six
Sam Claflin com Riley Keough em Daisy Jones & The Six

Melhor minissérie
Treta (Netflix)
Dahmer: Um Canibal Americano (Netflix)
Daisy Jones & The Six (Prime Video)
A Nova Vida de Toby (Star+)
Obi-Wan Kenobi (Disney+)

Favorita: Treta
Merece ganhar: Daisy Jones & The Six

Essa briga é nivelada por baixo. Séries como A Nova Vida de Toby e Obi-Wan Kenobi nem deveriam estar entre as indicadas. Mas como a temporada de minisséries foi ruim (sem nenhuma atração da HBO entre as concorrentes), daí o espaço ficou aberto para qualquer coisa.

O favoritismo é de Treta, mas Dahmer está bem próxima. Cada uma recebeu 13 indicações nesta edição do Oscar da TV, e as duas prometem disputar palmo a palmo tudo que é categoria de minissérie.

Valendo o argumento em prol de Maisel entre as minisséries, Daisy Jones & The Six é a única indicada que verdadeiramente é uma produção artística refinada, com uma direção de arte impecável e produção caprichada, contando com uma ótima trama e atuações precisas. Desse quinteto, é a melhor minissérie.

Melhor ator de drama
Favorito: Kieran Culkin (Succession)
Merece ganhar: Bob Odenkirk (Better Call Saul) 

Melhor atriz de drama
Favorita: Sarah Snook (Succession)
Merece ganhar: Sarah Snook

Melhor ator coadjuvante de drama
Favorito: Matthew Macfadyen (Succession)
Merece ganhar: Matthew Macfadyen

Melhor atriz coadjuvante de drama
Favorita: Jennifer Coolidge (The White Lotus)
Merece ganhar: Elizabeth Debicki (The Crown)

Melhor ator de comédia
Favorito: Jeremy Allen White (O Urso)
Merece ganhar: Martin Short (Only Murders in the Building)

Melhor atriz de comédia
Favorita: Quinta Brunson (Abbott Elementary)
Merece ganhar: Rachel Brosnahan (The Marvelous Mrs. Maisel)

Melhor ator coadjuvante de comédia
Favorito: Brett Goldstein (Ted Lasso) e Ebon Moss-Bachrach (O Urso)
Merece ganhar: Ebon Moss-Bachrach

Melhor atriz coadjuvante de comédia
Favorita: Ayo Edebiri (O Urso)
Merece ganhar: Alex Borstein (The Marvelous Mrs. Maisel)

Melhor ator de minissérie ou telefilme
Favorito: Steven Yeun (Treta) e Evan Peters (Dahmer)
Merece ganhar: Kumail Nanjiani (Bem-Vindos ao Clube da Sedução)

Melhor atriz de minissérie ou telefilme
Favorita: Ali Wong (Treta)
Merece ganhar: Dominique Fishback (Enxame)

Melhor ator coadjuvante de minissérie ou telefilme
Favorito: Paul Walter Hauser (Black Bird)
Merece ganhar: Paul Walter Hauser

Melhor atriz coadjuvante de minissérie ou telefilme
Favorita: Niecy Nash-Betts (Dahmer)
Merece ganhar: Juliette Lewis (Bem-Vindos ao Clube da Sedução)


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!