ANÁLISE

Realmente, a 5ª temporada de The Crown não existiria sem Elizabeth Debicki

Atriz australiana fez uma atuação impecável na pele da princesa Diana
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Elizabeth Debicki na 5ª temporada de The Crown
Elizabeth Debicki na 5ª temporada de The Crown

A quinta temporada de The Crown (Netflix) marcou uma renovação radical no elenco, como visto do terceiro para o quarto ano. Desta vez, além do papel da rainha Elizabeth 2ª, a atenção estava voltada sobre quem iria viver a princesa Diana durante a turbulenta e trágica década de 1990. Peter Morgan, criador da série, tinha apenas o nome de Elizabeth Debicki em mente. Precisava ser ela e ponto final. Após ver a atriz australiana em cena, nota-se que foi uma escolha correta.

Durante as entrevistas apresentando o que viria por aí, antes de a quinta temporada de The Crown estrear, uma fala de Peter Morgan se destacou. Ao site Entertainment Weekly, ele deu uma declaração típica de mix de brincadeira com um fundo de verdade, comentando sobre a escalação de Elizabeth Debicki na pele de Diana.

“Ela [Elizabeth] é unicamente magnífica”, exaltou Morgan. “A lista [de atrizes para viver Diana] só tinha um nome. Se ela recusasse o papel, eu provavelmente teria de refazer toda a série.”

Exagero ou não, fato é que o criador do drama sobre a realeza britânica estava certíssimo em jogar todas as fichas em Elizabeth. A atriz australiana de 32 anos, que já tinha feito outra série britânica (The Night Manager), simplesmente arrasou encarnando a princesa Diana. Sem dúvida, o ponto alto desta temporada de The Crown foi a presença dela em cena como Diana.

Um fator que ajuda, naturalmente, é a incrível semelhança entre a atriz e a princesa Diana. Quando coloca-se na equação o penteado, a maquiagem, o figurino… aí parece um xerox de tão igual. Elizabeth Debicki foi além, acertando no alvo todos os trejeitos da loira nobre, como o olhar tímido, gestos com as mãos, jeito de falar, de mexer a boca…

Foi uma atuação exemplar. Como ponto negativo, se é possível traçar um, teve a questão da altura. Diana era grande, com 1,78m. Mas Elizabeth é bem maior, perto dos 1,90m. Isso ficou evidente quando a princesa esteve do lado do príncipe Charles (Dominic West), na série. Olhando fotos e imagens de antigamente, percebe-se que os dois tinham alturas parecidas.

Quem lembra de Diana dos anos 1990 ou estuda vídeos dela daquela época ficou chocado com a precisão da atuação de Elizabeth. Agora, imagina como foi a sensação de quem conviveu com a princesa?

Andrew Morton, biógrafo de Diana interpretado por Andrew Steele nos primeiros episódios de The Crown 5, deu um depoimento muito relevante. Durante participação no programa matutino Good Morning America, da rede americana ABC, ele falou o que achou da atuação.

“[Elizabeth] me tirou o fôlego. Embarquei em uma viagem ao passado assistindo à serie”, comentou. “Olha, eu não digo isso com frequência, mas fiquei trêmulo [vendo Elizabeth].”

Vem aí o circuito de premiações da temporada de 2022, que conta com o Globo de Ouro, SAG e Critics Choice. Pelo jeito, quem quiser ganhar a categoria de melhor atriz coadjuvante de drama vai precisar derrotar Elizabeth Debicki.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!