LIÇÃO DE HISTÓRIA

Em momento oportuno, séries sobre 2ª Guerra Mundial tomam conta da TV

Produções essenciais estão espalhadas pela Netflix, Apple TV+ e Star+
DIVULGAÇÃO/APPLE TV+
Nate Mann em cena de Mestres do Ar
Nate Mann em cena de Mestres do Ar

Com o lamentável crescimento do antissemitismo em todo o mundo e a relativização dos horrores do Holocausto, séries lançadas recentemente prestam um serviço à sociedade. De 2023 para cá, uma onda da dramas sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) tomou conta da TV, seja detalhando batalhas contra nazistas ou narrando a saga de sobreviventes do conflito. A terrível guerra é uma mancha na história da humanidade e nunca deve ser apagada ou esquecida.

Em meio à era da pós-verdade, o momento é oportuno para mostrar o que de fato aconteceu naquele período trágico, mostrando como judeus foram perseguidos, torturados e mortos. É também necessário conhecer quem fez vista grossa a tais atrocidades e destacar as pessoas que foram solidárias e enfrentaram nazistas e simpatizantes como podiam, mesmo correndo sérios riscos.

Tais produções televisivas se destacam em um período no qual o cinema faz sua colaboração nessa força-tarefa. Basta conferir os longas vencedores de duas das principais estatuetas do Oscar deste ano. Oppenheimer (melhor filme) e Zona de Interesse (melhor filme estrangeiro) abordam questões sobre a guerra que assombrou a Europa.

O Diário de Séries destaca cinco séries recentes essenciais que tratam da Segunda Guerra Mundial, cada uma com um olhar específico:

Toda Luz que Não Podemos Ver
(disponível na Netflix)

Com Mark Ruffalo e Hugh Laurie, apresentando a revelação Aria Mia Loberti, Toda Luz que Não Podemos Ver é uma ficção ambientada na Paris ocupada por nazistas. A trama mostra como os alemães dominaram de forma cruel e desumana a capital francesa, com a Gestapo implacavelmente perseguindo judeus, custe o que custar. É mostrada um pouco do que foi a Resistência francesa, formada por cidadãos comuns que se uniram para ajudar os Aliados (grupo de países contra a Alemanha e seus apoiadores) e derrotar os nazistas de vez.

The New Look
(disponível no Apple TV+)

Também ambientada em Paris, The New Look mergulha mais a fundo na atuação da Resistência, parte da trama liderada por Maisie Williams (Game of Thrones). Ela comove e dá show de atuação na pele de Catherine Dior, ativista capturada pelos alemães e levada a um campo de concentração, onde foi torturada. A minissérie é um choque de realidade ao mostrar como uma pessoa sofreu na mão de nazistas, também explorando o trauma vivido após sair daquele inferno. 

Maisie Williams na minissérie The New Look
Maisie Williams na minissérie The New Look

Mestres do Ar
(disponível no Apple TV+)

A grandiosa minissérie Mestres do Ar se tornou o maior lançamento da história do streaming da Apple, no quesito audiência. A trama, liderada por Austin Butler (The Carrie Diaries), é baseada em fatos. Homens do 100º Grupo de Bombardeio (o Centésimo Sangrento) realizam perigosos bombardeios sobre a Alemanha nazista e enfrentam as condições hostis do frio, a falta de oxigênio e o puro terror do combate realizado a 7.500 metros de altitude. A cada missão, dezenas de soldados morriam, o que dá noção de quantas pessoas deram o sangue e a própria vida para livrar o mundo dos nazistas.

A Small Light
(disponível no Star+)

Vencedora do Gotham Awards como a série revelação de 2023, A Small Light conta a história real de Miep Gies (Bel Powley), uma jovem secretária que escondeu Otto Frank (Liev Schreiber) e sua família dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Durante quase dois anos, Miep e seu marido, Jan (Joe Cole), protegeram os Franks e outras famílias. Apesar de milhões de pessoas conhecerem a história do diário de Anne Frank e dos dias que sua família passou no anexo secreto, A Small Light traz uma história menos conhecida de como uma secretária demonstrou coragem extraordinária durante um dos períodos mais sombrios da história.

We Were The Lucky Ones
(lançamento no próximo dia 28, nos EUA)

Baseada no livro Somos os que Tiveram Sorte, a minissérie We Were The Lucky Ones deve chegar ao Brasil pela dobradinha Star+/Disney+. Com Joey King (The Act) liderando a narrativa, a atração começa a história em 1939 e segue três gerações da família Kurc. Eles fazem o melhor que podem para levar vidas normais, mesmo com a sombra de uma guerra se aproximando. No entanto, assim que os horrores nazistas que se prenunciavam na Europa se tornam inevitáveis, a família Kurc é separada. Todos precisam desesperadamente encontrar um caminho para a segurança.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!