DESASTRE

Criador de drama policial pop detona TV americana: ‘Uma zona’

Para o showrunner Adi Hasak, atual cenário do mercado hollywoodiano preocupa
DIVULGAÇÃO/NBC
Jennifer Lopez em cena do drama policial Shades of Blue
Jennifer Lopez em cena do drama policial Shades of Blue

Séries canceladas mesmo com temporadas inteiras produzidas, pouco espaço para criatividade, demissões em massa, resgate de atrações antigas… O cenário atual da TV americana foi definido como “uma zona de desastre” pelo roteirista e produtor Adi Hasak, criador do drama policial Shades of Blue, durante painel sobre séries no Festival Internacional de Cinema de Berlim, cujo tema foi o Futuro Criativo da TV.

“Agora, a TV americana está uma zona de desastre”, desabafou o showrunner. “Nada está funcionando, nada dá certo”. Ele disse isso ao tecer comentários sobre as ondas de demissões provocadas por grandes conglomerados de Hollywood, especialmente Warner Bros. Discovery e Disney, além da Netflix. 

A ação é tomada para cortar gastos. Faz parte dessa estratégia o cancelamento de séries, mesmo algumas de grande sucesso, como Westworld (HBO/Warner). Vale até largar projetos com uma leva completa já gravada, caso da comédia Minx, também do grupo Warner.

Hasak pegou a Disney como exemplo para justificar seu posicionamento: “Todo mundo pensou que a Disney deu uma tacada de mestre ao comprar a Fox. Hoje, há quem diga que eles fizeram um mau negócio, pagando mais do que deveria.”

“As pessoas [da comunidade criativa] estão surtando porque a Disney não aprova nem lança nenhum projeto delas”, continuou. “Mas eles fazem a mesma p*rr@ de série sempre. Eles lançaram três séries diferentes da franquia Star Wars em um único mês. Não faz sentido.”

No evento realizado na última segunda-feira (20), o showrunner também tirou uma casquinha da nova Fox, pegando uma notícia recente de que será feito um reboot do popular drama policial Starsky & Hutch com atrizes nos papéis principais. 

“Os estúdios jogam na segurança e acham que [reboots/remakes] oferecem mais chances de emplacar um sucesso”, falou Hasak. “A Europa está sendo muito mais aberta ao conteúdo original [do que Hollywood]”.

Leia no Diário de Séries – Análise: franquias e adaptações sufocam surgimento de novas séries originais


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!