FESTIVAL VERMELHO

Série italiana da Netflix celebra comunismo e canta hino antifascista

A Vida Mentirosa dos Adultos dedicou quase um episódio inteiro a isso; entenda
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Cena da série italiana A Vida Mentirosa dos Adultos
Cena da série italiana A Vida Mentirosa dos Adultos

A minissérie A Vida Mentirosa dos Adultos, da Netflix, abriu espaço para celebrar o comunismo italiano e cantar hino contra fascistas em um festival do partido local revivendo o clima político no país europeu durante a década de 1990. A festa vermelha é uma adição da produção televisiva ao livro homônimo, escrito por Elena Ferrante, usado como base. Essa inserção condiz com toda a obra da autora, que sempre escreve personagens com visões críticas sobre a sociedade e sistemas políticos.

No quinto e penúltimo episódio, a trama coloca todos os principais personagens em uma grande festa do partido comunista italiano, com direito a parque de diversões, banquete, música, debate, poesia e cinema. A minissérie junta vários acontecimentos dispersos nas páginas do livro nesse único evento, dando uma boa dinâmica para o andamento da história.

Questões políticas, sociais e até mesmo religiosas chegam no ápice durante o encontro, com diversas discussões travadas sobre ateísmo, possível ação de Deus na história humana, convívio entre pobres ricos, oposição da classe trabalhadora contra os mais ricos…

O clímax se deu durante a execução completa da música Fischia il Vento (pela banda E’Zezi & Raiz). Essa canção, criada em 1943, é considerada o hino da resistência italiana contra o fascismo, lema do movimento La Resistenza, que combateu a invasão da Alemanha nazista no país durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Uma curiosidade que tem a ver com o mundo das séries. Fischia il Vento tem uma música “irmã”, podemos assim dizer, também bastante cantada pelos comunistas naquele período e que não se perdeu com o passar do tempo. É a canção Bella Ciao, sobre liberdade e resistência, que ganhou força mundial por causa da série espanhola La Casa de Papel (Netflix).

A questão do tema comunismo e socialismo em A Vida Mentirosa dos Adultos está permeada na vida dos personagens, sem necessariamente citar os movimentos pelo nome a todo. É algo diferente do visto em My Brilliant Friend (Amiga Genial), da HBO, outro drama baseado em obra de Elena Ferrante.

Em My Brilliant Friend, várias fases políticas e sociais da Itália são abordadas pelo fato de a narrativa se passar durante várias décadas. Na temporada mais recente, a terceira, ambientada nos anos 1970, a trama entra fundo no confronto comunismo versus fascismo, explorando debates acadêmicos sobre o assunto, mostrando grupos de resistência e até mesmo embates físicos, brigas mesmo entre opositores. Se discute, com precisão, o que é a visão idealista (elitista) de um movimento social em contraste com quem experimenta na pele o trabalho braçal.

Fischia il Vento tem várias versões. A Vida Mentirosa dos Adultos escolheu a mais agitada, ritmo que dá mais eco aos versos ferozes, como “Se encontramos uma morte cruel / O partidário vai decretar uma vingança severa / Um destino cruel está selado / Para o fascista vil e traiçoeiro”.

Ouça uma versão bem similar de Fischia il Vento, em comparação a que foi cantada na minissérie (veja abaixo a letra, segundo tradução da Netflix):

Fischia il Vento

O vento está soprando e a tempestade está forte
Nossos sapatos estão estragados, mas temos que ir
Conquistar a primavera vermelha
Onde o sol do futuro nascerá
Conquistar a primavera vermelha
Onde o sol do futuro nascerá

Cada distrito é a pátria do rebelde
Todas as mulheres suspiram por ele
As estrelas o guiam pela noite
Fortes são seu coração e seu braço quando atacam
As estrelas o guiam pela noite
Fortes são seu coração e seu braço quando atacam

Se encontrarmos uma morte cruel
O partidário vai decretar uma vingança severa
Um destino cruel está selado
Para o fascista vil e traiçoeiro
Um destino cruel está selado
Para o fascista vil e traiçoeiro

O vento para e a tempestade se acalma
O orgulhos partidário voltam para casa
Sua bandeira vermelha balançando ao vento
Finalmente somos vitoriosos e livres
Sua bandeira vermelha balançando ao vento
Finalmente somos vitoriosos e livres


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!