DESTAQUE

Pós-The Bold Type, Meghann Fahy catapulta carreira em The White Lotus

Conheça a carreira da atriz que já viveu papel de megera em novela
DIVULGAÇÃO/HBO
Meghann Fahy ne 2ª temporada de The White Lotus
Meghann Fahy ne 2ª temporada de The White Lotus

Aos 32 anos, Meghann Fahy emplaca o papel da carreira em The White Lotus. Até então desconhecida do grande público, a jovem atriz ex-The Bold Type tem uma trajetória típica da profissão, fazendo de tudo, de teatro a novela. Agora na segunda temporada da comédia dramática da HBO, ela rouba a cena e é apontada por muitos como a principal revelação do elenco.

A fama de Meghann Fahy atingiu novos ares. The White Lotus é a plataforma que a catapultou, dando a oportunidade de, por exemplo, ser convidada para um talk show da TV aberta americana pela primeira vez. A entrevista no Jimmy Kimmel Live, em meados de novembro, exemplifica a mudança de status na vida e carreira da atriz.

Muito honesto, o apresentador Jimmy Kimmel confessou que nunca tinha ouvido falar nem visto Meghann Fahy antes de The White Lotus. “Eu estava assistindo à série com a minha mulher e perguntei: ‘Quem é essa atriz?!’”, disse o comediante. Ela brincou com a situação: “Eu agradeço a plateia por fingir que me conhece.”

Megera em novela

A jornada de Meghann como atriz é similar a de muitas. Ela começou no teatro, em Nova York, atuando em peças nichadas ou sendo substituta em produções de médio porte. O primeiro gás na carreira veio na novela One Life to Live, entre 2010 e 2012. 

Ela interpretou a universitária Hannah O’Connor, a megera da trama, armando ciladas de todo tipo, cometendo vários crimes, sequestrando bebês, cavando cova para para enterrar uma pessoa viva… coisas assim.

Esse papel a fez ser reconhecida por fãs, mas não do jeito mais agradável. Como é comum com o público de novelas, a atriz era confundida com a personagem. Pessoas a abordavam na rua pensando que ela fazia aquelas coisas terríveis mesmo.

Meghann Fahy em One Life to Live (à esq.) e The Bold Type
Meghann Fahy em One Life to Live (à esq.) e The Bold Type

Após sair da novela, passaram-se alguns anos de peregrinação, acumulando participações especiais em séries, de Chicago Fire a Law & Order: SVU. Até que chegou o papel de Sutton Brady em The Bold Type, em 2017. A série muito elogiada, embora com alcance pequeno, durou bastante tempo, encerrada no ano passado após cinco temporadas.

A Sutton de Meghann era uma personagem desbravadora, trabalhando como assistente de moda na revista feminina Scarlet. O sonho dela era ser uma estilista de renome, um dia podendo assinar e coordenar um ensaio fotográfico autoral.

Ótima comédia dramática, The Bold Type estava em outro patamar se comparada à The White Lotus. Nos Estados Unidos, era atração de um canal pago nanico do grupo Disney, o Freeform. Aqui no Brasil, estreou somente em 2021 (mas quando entrou na plataforma, conquistou um bom público); está disponível na Netflix, porém só com quatro temporadas.

A oportunidade em The White Lotus surgiu após uma reprovação. Meghann Fahy fez testes para atuar na primeira temporada da atração, mas não foi escolhida. Foi um mal que veio para o bem, pois a personagem dela na segunda leva, a dona de casa elitista e misteriosa Daphne Sullivan é um encaixe perfeito. A atriz sai em alta após o fim da trama; o último episódio será exibido no domingo (11).


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!