PISOU NA BOLA

Paramount+ dá mancada e adia estreia de 1923, spin-off de Yellowstone

Atração com Harrison Ford e Helen Mirren foi lançada nos EUA há mais de um mês
DIVULGAÇÃO/PARAMOUNT
Hellen Mirren em cena de 1923
Hellen Mirren em cena de 1923

Em cima da hora, o streaming Paramount+ adiou a estreia de 1923, spin-off de Yellowstone. A produção original da plataforma seria lançada no próximo domingo (29), mas agora vai ser na semana seguinte, em 5 de fevereiro. Assim, o atraso em comparação com a exibição nos Estados Unidos só aumenta, indo para um mês e meio; em território americano, a atração filhote entrou começou a ser exibida em 18 de dezembro.

Chama a atenção esse intervalo bastante longo em relação aos EUA, pois trata-se de uma produção própria do Paramount+. Em circunstâncias ideais, os episódios deveriam chegar por aqui simultaneamente, ou no mínimo com um dia de atraso apenas; o que vai ocorrer com Wolf Pack, nova série do Rodrigo Santoro.

Criada e toda roteirizada por Taylor Sheridan, o mesmo de Yellowstone, 1923 é o segundo spin-off da franquia. A trama dá o start no ano indicado no título da atração, seguindo a história da família Dutton durante várias gerações. O protagonismo fica por conta de duas lendas da atuação: Harrison Ford e Helen Mirren.

1923 é uma produção gigantesca, totalmente cinematográfica. Segundo Sheridan, cada episódio do drama de época custou US$ 30 milhões (R$ 155 milhões); pela menor estimativa. É um valor duas vezes maior do que a última (e épica) temporada de Game of Thrones, de 2019, com cada episódio saindo por US$ 15 milhões.

Agora, a família Dutton está estabelecida na região do Estado de Montana, bem no interior dos EUA. Entram em cena as histórias da segunda e terceira gerações dos Duttons. Jacob (Ford) e Cara (Helen) são os chefes da família nesse período da história.

A narrativa mostra o impacto do fim da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) enquanto o clã tenta sobreviver em uma terra sem lei, enfrentando seca severa e roubos de gados. O fortalecimento do governo local, a mecanização do trabalho rural e caça por recursos permeiam a trama, que deve ter duas temporadas.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!