HISTÓRIA DA TV

O filme esquecido que originou Quando Chama o Coração (sem Erin Krakow)

Drama de época sensação completa dez anos nesta quarta (11)
DIVULGAÇÃO/HALLMARK CHANNEL
Poppy Drayton como Elizabeth Thatcher no filme Quando Chama o Coração
Poppy Drayton como Elizabeth Thatcher no filme Quando Chama o Coração

Nesta quinta-feira (11), Quando Chama o Coração completa dez anos. A série famosa em todo o planeta, e que segue rumo à 11ª temporada, tem uma origem esquecida. A base da trama é um filme homônimo, lançado em 2013, que está perdido por aí, só encontrado em caminhos alternativos na internet ou em raros discos de DVD. 

A produção do Hallmark Channel, por incrível que pareça, contou com nomes bem familiares, como Stephen Amell (de Arrow), Jean Smart (Hacks) e Maggie Grace (Lost e franquia de filmes A Saga Crepúsculo).

A trama do filme serve como espécie de prelúdio da narrativa contada na série Quando Chama o Coração, mostrando uma jovem Elizabeth Thatcher, ainda inserida na vida da alta sociedade da cidade grande, antes de partir rumo ao Oeste e assumir o posto de professora em um vilarejo. A Elizabeth do filme foi interpretada por Poppy Drayton, conhecida pelas séries The Shannara Chronicles e Charmed – Nova Geração.

A parte final do filme, quando Elizabeth chega em Coal Valley e vê uma sala de aula improvisada no salão de um bar, foi refeita no começo da série. A única personagem do longa que também está no drama televisivo é a viúva Abigail Stanton, vivida por Lori Loughlin, introduzida na mesma circunstância.

Maggie Grace no filme Quando Chama o Coração
Maggie Grace no filme Quando Chama o Coração

Baseado na obra de Janette Oke, o filme conta duas histórias parecidas, mas em diferentes épocas. A primeira é ambientada em 1910, quando a bela, rica, culta e sofisticada jovem de 22 anos, Elizabeth Thatcher (Poppy), consegue seu primeiro emprego como professora longe de sua casa, em um município pobre e de fronteira localizado na região de mineração de carvão, no Oeste do país. O lugar é controlado à mão firme pelas viúvas Abigail (Lori) e Frances (Jean).

Sua família não quer que ela vá, porém Elizabeth se torna determinada a provar que todos (especialmente sua irmã) estão errados. Sendo por vezes estressada e talvez um tanto donzela, como ela poderia se encaixar no Oeste Selvagem? 

Ao procurar por ajuda nos livros, Elizabeth encontra o diário de sua tia sobre experiências ensinando no Oeste. É por esse diário que o público conhece a segunda história, protagonizada por outra Elizabeth Thatcher (Maggie), então uma jovem mulher que não sabia como reagir aos perigos da fronteira, na cidade de Pine Springs, e ao charme do belo Wynn (Amell).

Inspirada pelos feitos de sua tia, a jovem Elizabeth decide viver sua nova aventura, usando o tal diário como seu guia, contando com a ajuda de Edward (Daniel Sharman), um policial e amigo da família por quem ela esconde uma atração romântica.

Ocorreu um processo de recast (nova escalação de elenco) para a série Quando Chama o Coração. Daí entrou Erin Krakow para eternizar a professorinha Elizabeth Thatcher. O drama de época superou todas as expectativas e é, atualmente, uma de apenas oito séries da TV americana com mais de dez temporadas.

Quando Chama o Coração está sendo exibida na Record, em horário nobre. A partir da próxima terça-feira (17), às 21h45, entra no ar a inédita nona temporada.

No mundo dos streamings, Quando Chama o Coração não está com todas as levas de episódios disponíveis. As cinco primeiras podem ser vistas no Univer Video, o streaming da Igreja Universal, ou no Mercado Play, plataforma gratuita do Mercado Livre (para acessá-la, basta ter uma conta/login).


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!