81ª EDIÇÃO

Análise: no Globo de Ouro de Succession, Treta e O Urso roubam a cena

Foram quebrados recordes e dois tabus de 15 anos
DIVULGAÇÃO/DCP
Steven Yeun (à esq.) e Jeremy Allen White com os troféus do Globo de Ouro de 2024
Steven Yeun (à esq.) e Jeremy Allen White com os troféus do Globo de Ouro de 2024

A 81ª edição do Globo de Ouro, realizada no último domingo (7), consagrou a temporada final de Succession, líder e vencedora em quatro categorias, incluindo melhor drama. Mas duas séries verdadeiramente roubaram a cena, atraindo todos os holofotes: Treta e O Urso. Ambas simplesmente bateram recordes e quebraram tabus de 15 anos na premiação.

Treta, cuja trama expõe e investiga a raiva vulcânica que carregamos ao explorar um acidente de trânsito, ganhou três troféus no Globo de Ouro de 2024: melhor minissérie, ator (Steven Yeun) e atriz (Ali Wong). Dessas conquistas, a de melhor minissérie é a mais surpreendente, pois foram derrotadas as favoritas Companheiros de Viagem e Daisy Jones & The Six.

Foi a primeira vez desde 2009 que uma minissérie ganhou as três categorias destinadas ao formato no Globo de Ouro. Na ocasião, quem conseguiu o feito foi John Adams, da HBO; além de melhor minisséries, Paul Giamatti e Laura Linney embolsaram os prêmios de atuação.

O mesmo se deu com O Urso. A série espetacular faturou os troféus de melhor comédia, ator (Jeremy Allen White) e atriz (Ayo Edibiri). Também, desde 2009 que uma comédia não conquistava essas três categorias na mesma edição. A memorável 30 Rock fez isso há uma décadas e meia como melhor comédia, ator (Alec Baldwin) e atriz (Tina Fey).

Com Ted Lasso ruim das pernas, O Urso se sobressaiu facilmente, fazendo valer a discussão de ter sido a única série digna de ser considerada como a melhor de 2023, ao lado de Succession. O prêmio mais chocante da comédia culinária foi de Ayo Edebiri, afinal superou Rachel Brosnahan, que concorria pela impecável última temporada de The Marvelous Mrs. Maisel.

Nas disputas entre as séries dramáticas, quase deu Succession de ponta a ponta. A única categoria não vencida pela sensação da HBO foi melhor atriz coadjuvante, prêmio dado para a irresistível Elizabeth Debicki, a segunda artista a ganhar o Globo de Ouro interpretando a princesa Diana (a outra honra ficou com Emma Corrin, a versão mais jovem da alteza).

Conforme esperado, Succession arrebatou os prêmios de melhor drama, ator (Kieran Culkin), atriz (Sarah Snook) e ator coadjuvante (Matthew Macfadyen); nessa última categoria, foi a primeira vitória de Succession após seis indicações. Por sua vez, Sarah se tornou a única pessoa do elenco da série a ganhar mais de dois Globos de Ouro.

Foi o terceiro troféu de melhor drama abocanhado por Succession no Globo de Ouro, igualando recorde de vitórias de Mad Men e Arquivo X. Do trio, porém, foi a única que nunca perdeu, pois ganhou nas três vezes em que foi indicada; Succession não concorreu ao Globo de Ouro de melhor drama pela primeira temporada.

Os vencedores do Globo de Ouro de 2024 (categorias de séries)

Melhor drama
Succession (HBO) – vencedor
The Crown (Netflix)
A Diplomata (Netflix)
The Last of Us (HBO)
1923 (Paramount+)
The Morning Show (Apple TV+)

Melhor comédia
Abbott Elementary (Star+)
Barry (HBO)
O Urso (Star+) – vencedor
Jury Duty (Prime Video)
Only Murders in the Building (Star+)
Ted Lasso (Apple TV+)

Melhor minissérie ou telefilme
Toda Luz que Não Podemos Ver (Netflix)
Treta (Netflix) – vencedora
Daisy Jones and The Six (Prime Video)
Fargo (5ª temporada inédita no Brasil)
Companheiros de Viagem (Paramount+)
Uma Questão de Química (Apple TV+)

Melhor ator de drama
Brian Cox – Succession
Kieran Culkin – Succession (vencedor)
Gary Oldman – Slow Horses
Pedro Pascal – The Last of Us
Jeremy Strong – Succession
Dominic West – The Crown

Melhor atriz de drama
Helen Mirren – 1923
Bella Ramsey – The Last of Us
Keri Russell – A Diplomata
Imelda Staunton – The Crown
Emma Stone – The Curse
Sarah Snook – Succession (vencedora)

Melhor ator de comédia
Bill Hader – Barry
Steve Martin – Only Murders in the Building
Jason Segel – Falando a Real
Martin Short – Only Murders in the Building
Jason Sudeikis – Ted Lasso
Jeremy Allen White – O Urso (vencedor)

Melhor atriz de comédia
Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel
Quinta Brunson – Abbott Elementary
Elle Fanning – The Great
Selena Gomez – Only Murders in the Building
Natasha Lyonne – Poker Face
Ayo Edebiri – O Urso (vencedora)

Melhor ator coadjuvante na TV
Billy Crudup – The Morning Show
Matthew MacFadyen – Succession (vencedor)
James Marsden – Jury Duty
Ebon Moss-Bachrach – O Urso
Alan Ruck – Succession
Alexander Skarsgård – Succession

Melhor atriz coadjuvante na TV
Elizabeth Debicki – The Crown (vencedora)

Abby Elliott – O Urso
Christina Ricci – Yellowjackets
J. Smith-Cameron – Succession
Meryl Streep – Only Murders in the Building
Hannah Waddingham – Ted Lasso

Melhor ator de minissérie ou telefilme
Matt Bomer – Companheiros de Viagem
Sam Claflin – Daisy Jones & the Six
Jon Hamm – Fargo
Woody Harrelson – Os Encanadores da Casa Branca
David Oyelowo – Homens da Lei: Bass Reeves
Steven Yeun – Treta (vencedor)

Melhor atriz de minissérie ou telefilme
Riley Keough – Daisy Jones & The Six
Brie Larson – Uma Questão de Química
Elizabeth Olsen – Amor e Morte
Juno Temple – Fargo
Rachel Weisz – Gêmeas – Mórbida Semelhança
Ali Wong – Treta (vencedora)


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!