NOVOS CAMINHOS

Pela primeira vez, Jesse Lee Soffer explica por que saiu de Chicago P.D.

Jovem ator, com 32 anos de carreira, dá detalhes sobre a decisão difícil que tomou
DIVULGAÇÃO/NBC
O ator Jesse Lee Soffer em Chicago P.D.
O ator Jesse Lee Soffer em Chicago P.D.

Em agosto do ano passado, foi dada a notícia de que Jesse Lee Soffer iria deixar Chicago P.D., drama policial no qual interpretou o detetive Jay Halstead desde o primeiro episódio (2014). Então, o que se sabia era que fora uma decisão tomada pelo próprio ator. Não havia uma explicação sobre o motivo exato. Até agora.

Para a revista Variety, Jesse Lee Soffer falou, pela primeira vez, sobre as razões que o levaram a sair de Chicago P.D. durante a atual décima temporada. “Eu já pensei muito sobre, mas não há uma boa resposta para isso.”, disse. “A não ser a de que eu estava preparado para mais.”

O ator de 38 anos se viu em uma posição que muitos colegas já passaram, aqueles que trabalham em uma série longa (mais de 20 episódios por temporada) e não têm muito tempo para se dedicar a outros projetos; uma série como Chicago P.D. toma de sete a oito meses de um ano da carreira de um profissional da atuação.

Outros fatores se somaram a isso. “Eventualmente, você conhece o personagem tão bem que não há muito que se possa mudar ou transformar”, comentou Soffer, acerca do limite que acabou se deparando ao viver o detetive Jay Halstead durante tanto tempo. Encontrar a liberdade de poder fazer novos papéis pesou na escolha.

“Eu quero muito crescer e expandir [minha carreira]”, justificou. “Só temos essa viagem [na Terra]. Se eu aceitasse renovar o contrato, seria por mais três anos. Eu iria completar 40 anos dentro da série. Então, eu pensei: ‘Quer saber de uma coisa? É hora de arriscar’. Foi uma das decisões mais difíceis que já tive que tomar na minha vida.”

Para quem não sabe, Jesse Lee Soffer é ator praticamente desde o berço. Ele começou a atuar aos seis anos de idade. De 2004 a 2010, ele interpretou um personagem central na novela As the World Turns, da rede americana CBS. Foram 502 episódios ao todo, com direito a três indicações ao Emmy.

Poucos anos depois da novela veio Chicago P.D.; foram 189 episódios no drama policial. De olho no horizonte, Soffer tem uma lista de desejos, como atuar em alguma série do Taylor Sheridan (criador de Yellowstone) ou fazer um drama de época.

“Chicago P.D. é uma série calcada no elenco, do qual eu fazia parte. Agora, eu estou pronto para ser o protagonista de uma trama, de ter a minha própria série”, argumentou. Pelo currículo, ele tem plenas condições de alcançar essa meta.

Uma possível aparição em Chicago P.D. não está descartada. Como Jay não morreu, está viva a esperança de ele retornar em alguma situação esporádica. Na narrativa, o detetive deixou a cidade de Chicago, e a mulher Hailey Upton (Tracy Spiridakos), para defender o Exército americano em uma missão na Bolívia.

A atual décima temporada de Chicago P.D. está sendo exibida pelo canal Universal; novos episódios às segundas, a partir das 23h10.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!