QUESTÃO DE AGENDA

Pós-Succession, HBO fica sem dramas prestigiados para o Emmy de 2024

A última vez que o canal não teve série indicada como melhor drama foi em 2008
DIVULGAÇÃO/HBO
Sydney Sweeney na 2ª temporada de Euphoria
Sydney Sweeney na 2ª temporada de Euphoria

Com o fim da era Succession, a HBO corre o risco de, pela primeira vez desde 2008, não ter uma única série indicada a melhor drama no Emmy. São grandes as chances de isso acontecer, pois o canal premium, sinônimo de qualidade, simplesmente não tem nenhum drama de prestígio pronto para concorrer ao Oscar da TV de 2024. Suas principais atrações vão estrear depois do período de elegibilidade da 76ª edição do Emmy, janela aberta em 1º de junho do ano passado e que fechará em 31 de maio.

A HBO chegará mais fraca no Emmy previsto para setembro. Impulsionada por Succession e The Last of Us, a dobradinha HBO/HBO Max liderou todos os streamings/canais/emissoras na premiação de 2023, realizada na segunda (15), abocanhando 31 estatuetas. Não contando com um drama forte, esse desempenho tende a cair bastante na próxima cerimônia. Somente essas duas séries ganharam 14 estatuetas somadas.

O catálogo atual da HBO conta com sete dramas. Simplesmente quatro deles, logo os principais, vão retornar com episódios inéditos depois do segundo semestre: Euphoria, The Last of Us, The White Lotus e A Casa do Dragão

A esperança está depositada em A Idade Dourada, indicada ao SAG Awards de 2024 na categoria melhor elenco de drama, o que foi uma baita surpresa, primeira disputa da série em uma premiação de alto calibre. Mas a chance é bem pequena e vai depender muito da concorrência, que se vier pesada deixará a HBO de fora da principal categoria do Emmy depois de 16 anos.

Fora essas atrações, o canal premium tem produções refinadas como Industry e My Brilliant Friend com novas temporadas engatilhadas. Entretanto ainda não está certo quando vão ser lançadas, antes ou depois do período de elegibilidade do Emmy de 2024. Mesmo assim, apesar de serem dramas excelentes, principalmente My Brilliant Friend, ambas são zebras no Oscar da TV.

Pôster da segunda temporada de A Idade Dourada
Elenco de A Idade Dourada

HBO e a vida pós-Succession

Essa situação pitoresca que vive a HBO nem é muito culpa de seus executivos. Como toda Hollywood, o canal teve de rever cronogramas e repensar planejamentos por conta da greve dupla que paralisou a indústria do entretenimento durante seis meses do ano passado

Assim, a transição de eras desta vez não será suave, tal qual foi a troca de bastão entre Game of Thrones e Succession.

A Casa do Dragão sofreu diretamente com as paralisações, mesmo com sets na Europa. Tudo acabou sendo finalizado, porém o trabalho de pós-produção, que é bastante demorado e complexo, empurra a segunda temporada para o segundo semestre deste ano; a data ainda não foi confirmada.

The Last of Us sequer começou a produzir a segunda temporada. O elenco ainda está sendo montado, recebendo adições como Kaitlyn Dever (Dopesick) e Young Mazino (Treta). O lançamento dos novos episódios não será tão cedo.

A HBO projeta que The White Lotus retorna no começo de 2025. A terceira temporada está com o elenco montado, com gravações previstas para iniciarem, na Tailândia, no mês que vem.

Por fim, a terceira temporada de Euphoria ainda engatinha, o que complica seu status. Sam Levinson, criador e showrunner do drama teen, está escrevendo (ainda) os roteiros da nova leva. Depois disso, tem a complicação de montar um cronograma para reunir os talentos da série, tipo Zendaya, Jacob Elordi e Sydney Sweeney, que estão por todas as partes estrelando telefilmes e produções do cinema.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!