MITOLOGIA

Guia de Avatar: O Último Mestre do Ar; entenda o contexto da história

Conheça detalhes e tenha uma compreensão melhor da narrativa
IMAGENS: DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Daniel Dae Kim em Avatar: O Último Mestre do Ar
Daniel Dae Kim em Avatar: O Último Mestre do Ar

Baseada em desenho popular da Nickelodeon, a série live-action Avatar: O Último Mestre do Ar estreou na Netflix apresentando uma história que, na essência, é fácil de acompanhar. No centro de tudo está Aang (Gordon Cormier), um jovem Avatar que precisa aprender a dominar os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) para restaurar o equilíbrio do mundo.

A situação atual é caótica. Água, Terra, Fogo e Ar são quatro nações que viviam em harmonia, sob a tutela de Avatar, o mestre dos quatro elementos e guardião da paz. Mas tudo mudou quando a Nação do Fogo resolveu conquistar o mundo, atacando e dizimando os Nômades do Ar, de onde havia de vir o próximo salvador.

Como a nova encarnação de Avatar ainda está para surgir, todos já perderam as esperanças. Até que Aang, último representante do povo Nômade do Ar, surge para tomar seu lugar de direito como o Avatar redentor.

Leia no Diário de Séries: Netflix gastou meio bilhão de reais para fazer live-action de Avatar

Por trás disso tudo existe uma mitologia interessante que vale a pena conhecer para entender melhor o desenrolar da narrativa. Confira:

Entenda o mundo de Avatar

Os quatro tais povos dentro do universo da série são: a Tribo da Água, o Reino da Terra, a Nação do Fogo e os Nômades do Ar. Algumas pessoas integrantes desses grupos podem manipular os elementos usando um poder conhecido como dobra. 

Essa habilidade só é dominada após muitos anos de treinamento cuidadoso. O detalhe é que a força poderosa pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal, seja para combates ou realizar tarefas corriqueiras.

Essas quatro nações viveram em harmonia durante gerações, com Avatar, mestre de todos os quatro elementos, mantendo a paz entre elas. Esse ser especial é a personificação humana do Espírito Avatar. Após sua morte, o Espírito Avatar reencarna em um integrante da próxima nação seguindo a ordem tradicional: Fogo, Ar, Água e Terra. 

A paz foi destruída quando a Nação do Fogo lançou uma guerra surpresa contra as outras nações, destruindo totalmente os Nômades do Ar e forçando a Tribo da Água e o Reino da Terra a um século de medo e isolamento. 

O conflito em curso trouxe destruição e terror, bagunçando o equilíbrio das nações e levando todos os povos à beira da desesperança. 

O único que pode parar a guerra é a nova encarnação de Avatar, que é o único Nômade do Ar sobrevivente: um menino de 12 anos chamado Aang.

Tendo acabado de despertar depois de ter ficado congelado em um iceberg durante um século, Aang não entende completamente sua responsabilidade ainda. Para restaurar a paz no mundo, ele tem de: dominar os quatro elementos, transitar nas quatro nações, lidar com o misterioso Mundo Espiritual e buscar a orientação de Avatares anteriores.

Gordon Cormier em Avatar: O Último Mestre do Ar
Gordon Cormier em Avatar: O Último Mestre do Ar

As quatro nações

Existem duas divisões principais da Tribo da Água, localizadas em pólos opostos. A Tribo do Norte tem como sede uma impressionante capital esculpida em gelo, Agna Qel’a. Por sua vez, A Tribo do Sul, dizimada por travar um século de batalha com a Nação do Fogo, está em um lar mais modesto, em Wolf Cove.

Dobradores de água podem manipular água e gelo, além de serem peritos curandeiros. Mas a Tribo do Sul viu sua população dominadora de água ser praticamente eliminada pelas mãos da Nação do Fogo.

Já O Reino da Terra é a maior e mais populosa das quatro naçoes, conhecida por suas cidades radiantes como Omashu, esculpida em uma montanha, e a capital Ba Sing Se. Dobradores de terra podem controlar a terra, o solo e as rochas. Muitos são construtores e engenheiros de primeira categoria.

A Nação do Fogo, agora liderada pelo neto de Sozin, Ozai (Daniel Dae Kim), é conhecida por sua ambição e agressividade. Trata-se de uma monarquia imperialista e absoluta. Sua terra natal consiste em várias ilhas equatoriais, conhecidas como as Ilhas do Fogo. 

Os dominadores de fogo colocam suas habilidades em prática para erguer cidades impressionantes e montar uma poderosa frota marinha movida a vapor.

Por fim, Os Nômades do Ar eram uma nação pacífica que vivia no alto das montanhas, nos Templos do Ar. Cavaleiros de bisões voadores, eles eram mundialmente conhecidos por sua profunda conexão espiritual com a natureza. No início da guerra, eles foram exterminados pela Nação do Fogo. O Avatar atual, Aang, é o único sobrevivente da tribo. E o destino do mundo repousa sobre ele, apesar de ser ainda um menino.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!