ESQUECIMENTO

Evan Rachel Wood lamenta fim abrupto de Westworld: ‘Horrível’

Atriz dedicou quase dez anos à série retirada do ar sem uma conclusão
DIVULGAÇÃO/HBO
Evan Rachel Wood em cena de Westworld
Evan Rachel Wood em cena de Westworld

Como você iria se sentir ao receber a notícia de que a série em que atuou durante quase dez anos, com muito empenho, foi cancelada sem mais nem menos? A reação de Evan Rachel Wood ao descobrir que Westworld (HBO) chegou ao fim de forma abrupta, sem uma conclusão, pode resumir o sentimento de muitos dentro dessa situação. “Foi horrível em vários aspectos”, desabafou a intérprete da robô Dolores.

Evan mostrou-se indignada com o cancelamento de Westworld, anunciado em novembro de 2022. Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, ela contou sobre como reagiu ao inesperado término de uma atração que, apesar dos pesares, tinha público e prestígio; fora as 54 indicações ao Emmy, com nove vitórias. E não é que a série foi só cancelada após quatro temporadas: ela foi extirpada da TV e do streaming (só está disponível em DVD).

“Não tivemos uma conclusão depois de construir um arco [de história] e desenvolver uma personagem durante quase dez anos”, lamentou a atriz. “E não receber a recompensa no final, para ver para onde tudo estava indo, foi horrível em vários aspectos, tanto para nós [atores] quanto para o público.”

“Foi devastador em vários aspectos porque eles [criadores da história] não nos diziam para onde a série estava indo”, continuou, citando o casal Jonathan Nolan e Lisa Joy. “A gente aguardava as revelações [ao longo dos episódios] para entender o que tudo aquilo significava.”

A atriz contou que chegou a entrar em contato com Nolan e Lisa para saber o que eles tinham pensado sobre o desfecho da trama, mas o casal não abriu a boca. A ideia inicial da dupla era encerrar a série na quinta temporada.

“Logo após o anúncio do cancelamento, perguntei aos criadores: ‘Vocês podem me dizer como a série vai terminar?’ E eles não me falaram nada”, disse Evan. “Acho que porque, não sei, talvez de alguma forma, em algum momento, nós vamos conseguir colocar o ponto-final.”

Westworld levou os telespectadores a um mundo no qual humanos visitavam parques temáticos futuristas, interagindo com robôs que pareciam humanos. Os lugares de diversão politicamente incorreta emulavam cenários como o Velho Oeste americano ou o mundo dos samurais japoneses.

O drama teve uma primeira temporada forte, elogiável, propondo discussões relevantes e filosóficas sobre violência e livre arbítrio. Contudo, a série foi perdendo público aos poucos por causa dos nós da narrativa, causando bastante confusão. A distância entre temporadas, quatro em seis anos, também jogou contra.

O que realmente pesou contra Westworld foi o fator econômico, resultado do corte severo de gastos vigente na Warner Bros. Discovery, a dona da HBO; considerou-se o custo da produção (muito alto) versus audiência (baixíssima).


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!