MANHUNT

Último Ato: a história real da caça ao assassino de Abraham Lincoln

Suspense cheio de conspirações já está disponível no Apple TV+
DIVULGAÇÃO/APPLE TV+
Hamish Linklater como Abraham Lincoln em Último Ato
Hamish Linklater como Abraham Lincoln em Último Ato

O Apple TV+ lançou, nesta sexta-feira (15), a minissérie Último Ato, que chega para esmiuçar um dos casos mais conhecidos, mas menos compreendidos, da história americana: a surpreendente história real da caçada a John Wilkes Booth, que assassinou Abraham Lincoln, o 16º presidente dos Estados Unidos, em 1865.

A trama conta com o protagonismo de Tobias Menzies, vencedor de Emmy por The Crown, e apresenta como ponto de partida a morte de Lincoln, ocorrida cinco dias após o término da Guerra Civil Americana (1861-1865). Edwin Stanton (Menzies), braço direito do presidente assassinado, se vê na linha de frente das consequências do crime.

Em uma nação sem presidente, Stanton lida com os preparativos para o funeral, com os suspeitos e com a descoberta de uma conspiração maior por trás da tragédia. Stanton era amigo de Lincoln (vivido por Hamish Linklater), atuando como seu secretário de guerra.

Último Ato tem como base o livro A Caçada ao Assassino de Lincoln – 12 dias que Abalaram os EUA (2007), do autor James L. Swanson. A minissérie retrata a riqueza de detalhes informativos da obra, tudo com base em arquivos da época e documentos raros.

Na noite de 14 de abril de 1865, John Wilkes Booth, armado com uma pistola Deringer, irrompeu no camarote de Abraham Lincoln, no Teatro Ford (na cidade de Washington), e acertou o presidente com uma única bala. 

O criminoso, então, saltou ao palco vociferando o lema do estado americano da Virgínia e a frase “O Sul está vingado”, fugindo depois em disparada. A referência ao “Sul” dos EUA se deu por causa da guerra, pois essa região do país defendia a manutenção da escravidão, posição diferente dos Estados do Norte, representados por Lincoln. A nação se dividiu após a eleição dele para a presidência, quatro anos antes, culminando no conflito civil.

O assassinato de Abraham Lincoln impulsionou a maior caçada a um homem em toda a historia americana. De 14 a 26 de abril de 1865, o assassino levou a cavalaria da União (estados do Norte) e detetives a uma intensa procura pelas ruas de Washington, pântanos de Maryland e florestas da Virgínia.

Booth foi encontrado em uma fazenda na Virgínia, quase duas semanas após o assassinato, e acabou sendo morto a tiros pelos soldados da União que tentavam prendê-lo. Seu ato chocou a nação e mudou o curso da história americana, tendo profundas repercussões políticas e sociais na era pós-guerra civil.

Último Ato estreou no Apple TV+ com os dois primeiros episódios. Um capítulo inédito entra no streaming da maçã toda sexta, até 19 de abril (sete episódios, no total).


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!