ISSO, ISSO

Sem Querer Querendo: Max divulga fotos de série sobre criador de Chaves

Atração promete retratar a vida e trabalho do comediante Roberto Gómez Bolaños
IMAGENS: DIVULGAÇÃO/MAX
Pablo Cruz como Chaves em Sem Querer Querendo
Pablo Cruz como Chaves em Sem Querer Querendo

A Max latino-americana divulgou, nesta quinta-feira (29), as primeiras imagens de Sem Querer Querendo, série mexicana biográfica sobre a vida e trabalho de Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), comediante criador e protagonista de programas humorísticos icônicos, como Chaves e Chapolin. Ainda não foi divulgada a data de estreia da atração.

O ator Pablo Cruz é quem interpreta Bolaños em Sem Querer Querendo. Com colaboração de Roberto Gómez Fernández, filho de Chespirito, a promessa é que a trama, prevista para ter oito episódios, explore como nunca o homem por trás de mais de cem personagens emblemáticos que estão na memória afetiva do povo latino-americano.

Pablo Cruz na série Sem Querer Querendo
Pablo Cruz na série Sem Querer Querendo

“Ter a oportunidade de contar a história de seu pai pode ser uma alegria tremenda. Principalmente quando seu pai é Roberto Gómez Bolaños”, comentou Fernández, em nota à imprensa. “Ele foi um pequeno homem com um grande coração. E, assim, teremos a tarefa de mostrar ao mundo o ser talentoso e, ao mesmo tempo, pai, marido, amigo, irmão.”

Em uma das fotos divulgadas, Pablo Cruz aparece na pele do personagem Chaves retratando um dos episódios mais emblemáticos da série homônima, aquele ambientado em Acapulco, por tantas vezes exibidos no SBT.

Nascido em 21 de fevereiro de 1929, na Cidade do México, Roberto Gómez Bolaños foi ator, comediante, dramaturgo, escritor, roteirista, compositor, diretor e produtor de televisão. Seus personagens cruzaram fronteiras e marcaram época entre o público de língua espanhola, no Brasil e em vários outros países. Chespirito faleceu, aos 85 anos, em 28 de novembro de 2014.

A série Sem Querer Querendo, de forma indireta, marca o retorno dos personagens de Bolaños ao mundo televisivo, pois o rompimento do acordo entre a Televisa e o Grupo Chespirito, em 2020, tirou do ar todos os programas do comediante, isso nos quatro cantos do planeta.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!