SOCIÓLOGO HERÓI

Saiba como vai ser o drama sobre Betinho protagonizado por Julio Andrade

Série biográfica do Globoplay, Betinho: No Fio da Navalha estreia sexta (1º)
DIVULGAÇÃO/GLOBOPLAY
Julio Andrade na série Betinho: No Fio da Navalha
Julio Andrade na série Betinho: No Fio da Navalha

Ator indicado ao Emmy Internacional e famoso por séries como 1 Contra Todos e Sob Pressão, Julio Andrade recebeu a missão de interpretar Herbert de Souza, o Betinho, sociólogo brasileiro conhecido pela sua luta por grandes causas sociais, como o combate à fome. O público poderá vê-lo nesse papel a partir de 1º de dezembro, próxima sexta-feira, no drama Betinho: No Fio da Navalha, produção original do Globoplay.

Em oito episódios, dois lançados a cada sexta no streaming da Globo, Betinho: No Fio da Navalha chega com a proposta de narrar a trajetória de vida desse herói de sangue verde e amarelo, cuja batalha não acabou em sua morte, pavimentando um amplo legado social que até hoje causa impacto no país.

A série é oficial, contando com a participação ativa da família de Betinho, em especial de Daniel Souza, um de seus filhos, consultor e produtor associado da obra. 

Tratada como dramaturgia biográfica, Betinho: No Fio da Navalha mostra as ações do sociólogo em prol de grandes causas sociais, em especial o combate à AIDS e à fome. A série resgata momentos importantes da vida do homenageado entre os anos 1960 e 1990, intercalando imagens de diferentes fases de Betinho; ele morreu em 1997.

Na adolescência, é o ator Antonio Haddad (Os Outros) quem interpreta o mineiro de Bocaiúva. Em seu caminho, o ativista enfrentou a AIDS, a ditadura militar, a hemofilia e tantos outros obstáculos pessoais, mas escolheu a fome da população como seu principal inimigo, fundando a Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida, a maior campanha de solidariedade do Brasil que completa 30 anos em 2023.

Para viver Betinho, Julio Andrade perdeu sete quilos. O resultado, aliado ao processo de caracterização assinado por Martín Macías Trujillo, culminou em uma impressionante semelhança entre o ator e Herbert de Souza, algo que emocionou Daniel, filho do sociólogo.

A série promete revelar um lado pessoal pouco conhecido do ativista, a partir de uma trama familiar no centro da narrativa, costurada por eventos históricos, como a campanha das Diretas Já. Depois do exílio político de oito anos no exterior, a luta de Betinho por justiça social foi ainda maior.

Entre as locações, a trama passeia por lugares simbólicos da trajetória do homenageado, como as ruas da capital paulista e a igreja da Candelária, no Rio de Janeiro.

Pessoas reais estão representadas na atração, como Atila Roque (Michel Gomes) e Carlos Afonso (Luiz Bertazzo), grandes parceiros de Betinho na luta pelos direitos humanos no Ibase, Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas fundado em 1981 pelo sociólogo e por Carlos e Marcos Arruda (Higor Campagnaro).

Também aparecem em cena Nádia Rebouças (Andréia Horta), publicitária e ativista social com relevante atuação ao lado de Betinho na luta contra a miséria; Terezinha Mendes (Sirlea Aleixo), amiga do homenageado e criadora do slogan “Quem Tem Fome, Tem Pressa”; e dois grandes ícones da cultura popular brasileira, Elis Regina (Elá Marinho) e Chico Buarque (Mouhamed Harfouch).


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!