VERSÃO BRASILEIRA

Rabbit Hole resgata dublador original de Kiefer Sutherland da série 24 Horas

Novo drama de espionagem estreou nesta segunda (27), no Paramount+
DIVULGAÇÃO/PARAMOUNT
Kiefer Sutherland em cena de Rabbit Hole
Kiefer Sutherland em cena de Rabbit Hole

Estreou nesta segunda-feira (27), no Paramount+, o drama de espionagem Rabbit Hole, protagonizado por Kiefer Sutherland. Na versão em português, a voz do ator ficou com Tatá Guarnieri, um dos principais dubladores de Kiefer no Brasil. Foi ele quem encarnou o eterno Jack Bauer nas três primeiras temporadas da aclamada série 24 Horas. O trabalho foi interrompido por causa de processo na Justiça.

No começo da década passada, Guarnieri e Fox Film do Brasil travaram duelos nos tribunais. O dublador fez um acordo trabalhista no qual permitia apenas o uso de sua voz em exibições na TV paga (canal Fox). Contudo, a dublagem dele apareceu na TV aberta (Globo) e em DVDs, uso feito sem autorização prévia, segundo defesa de Guarnieri.

A confusão foi tanta, gerando recurso atrás de recurso, que a Fox teve de comprar um anúncio no jornal Folha de S.Paulo informando qual era a voz brasileira de Kiefer Sutherland na atração 24 Horas.  

Da quarta temporada em diante, o substituto de Guarnieri foi Márcio Simões, outro profissional que dublou Sutherland em várias produções. Quando 24 Horas entrou no mundo dos streamings (Netflix), as três primeiras temporadas foram redubladas, somente a voz de Jack Bauer, com Simões encarregado dessa missão.

Agora em Rabbit Hole, Tatá Guarnieri volta a interpretar Kiefer Sutherland. O dublador paulistano já viveu o ator britânico em vários filmes, como Pompeia e Melancolia.

Conheça Rabbit Hole

Em Rabbit Hole, Kiefer Sutherland vive John Weir que, segundo a descrição oficial do personagem, é um “espião talentoso”. A vida dele sai dos trilhos quando passa a ser procurado como autor do assassinato de Edward Homm (Rob Yang), funcionário público de alto escalão no Departamento do Tesouro americano.

Na noite anterior ao crime, Weir teve um encontro com uma advogada atraente chamada Hailey (Meta Golding). A questão é que esse date não parece ter sido tão aleatório assim, pois os dois acabam inseridos em um jogo de conspiração que envolve forças nebulosas e nefastas, cujo objetivo é controlar a população ao bel-prazer.

Nos últimos anos, Kiefer emplacou dois dramas políticos, ambos interpretando presidentes dos Estados Unidos. Em Designated Survivor (2016-2019), encarnou o político fictício Thomas Kirkman. Já em The First Lady (2022), foi a vez de defender o papel de Franklin Delano Roosevelt, um dos governantes mais lendários da história dos Estados Unidos.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!