ANÁLISE

Por que Succession é mais bem aceita em premiações do que Yellowstone?

O drama da zona rural é pouco lembrado pela academia, quando não ignorado
DIVULGAÇÃO/PARAMOUNT
A atriz Kelly Reilly em cena de Yellowstone
A atriz Kelly Reilly em cena de Yellowstone

Fora o fato de uma ser na cidade grande e outra na zona rural, Succession e Yellowstone compartilharam uma montanha de similaridades, da estrutura narrativa às atuações, passando pela premissa da história, não esquecendo das tensões familiares. Ambas foram lançadas no mesmo mês e ano, junho de 2018. Mas os caminhos e resultados foram diferentes, principalmente quando vem à tona o desempenho em grandes premiações, com Succession sendo a queridinha dos acadêmicos (e ganhando tudo) enquanto Yellowstone é esnobada. Por que isso acontece?

Neste mês, Yellowstone recebeu de alento três indicações em premiações da segunda prateleira hollywoodiana: uma no Globo de Ouro (melhor ator de drama para Kevin Costner) e duas no Critics Choice (melhor atriz para Kelly Reilly e melhor drama). Essas duas lembranças estão entre as mais importantes da série, junto com a disputa de melhor elenco no SAG deste ano, onde foi derrotada por… Succession.

No Emmy não tem nem jogo. Yellowstone só concorreu uma única vez no principal prêmio da TV (melhor design de produção, em 2021). Succession acumula 48 indicações, com 13 vitórias, incluindo duas estatuetas de melhor drama, em 2020 e 2022. Ainda por cima, o drama da HBO já venceu duas vezes o Critics Choice e o Globo de Ouro, respectivamente, como melhor drama.

Por que Yellowstone é preterida?

Para entender a diferença entre uma série e outra é preciso mergulhar nos Estados Unidos e interpretar a dinâmica da sociedade americana, afinal de lá vem a maioria dos votantes das premiações hollywoodianas.

A grande variação é o fato de uma ser ambientada na cidade grande (Succession) e outra estar na zona rural (Yellowstone). Essa é a chave para assimilar a distinção que se reflete na percepção geral de cada atração.

Saiba que Yellowstone é a série mais vista em toda a TV americana, mesmo sendo atração da TV paga (canal Paramount). A audiência, somadas todas as métricas, chega perto dos 13 milhões de telespectadores por episódio. Succession não atinge nem 10% disso.

Matthew Macfadyen com o Emmy que ganhou na edição de 2022
Matthew Macfadyen com o Emmy que ganhou na edição de 2022

Então, por qual motivo Succession é tão mais falada do que Yellowstone? Justamente por estar em Nova York, narrando os auês de uma família ricaça, dona um conglomerado de comunicação. A trama fala mais para o público das grandes cidades, o que influencia a mídia e, consequentemente, vem uma cobertura intensa sobre cada movimentação da série.

Yellowstone está nos ombros da maioria silenciosa, como se diz na política. Milhões e milhões de pessoas acompanham as aventuras no rancho da família Dutton desde sempre. Porém, não fazem tanto barulho nas redes sociais. De tabela, ganha menos espaço na imprensa.

Não por coincidência, o tímido despertar de Yellowstone no circuito de premiações começou assim que o povo da cidade grande passou a consumir o produto na linha do “deixa eu ver se é isso tudo mesmo que estão falando”.

Em tempos recentes, parte da imprensa passou a cobrar com mais ênfase a inclusão de Yellowstone nas grandes premiações. Isso porque realmente a série tem qualidade para estar na briga. A fotografia é um dos chamariz, assim como as atuações de nomes como Kelly e Costner, passando por Kelsey Asbille. Vale uma menção à direção, sempre proporcionando cenas espetaculares.

Sem negar as raízes, Yellowstone é mais novelesca mesmo, sentimental, proporcionando barracos épicos e confrontos exagerados. Seria isso que afasta a academia? Pode ser. Succession tem um ar um pouco mais refinado nesse sentido.

Quem entra no debate e gosta de acionar teorias das conspirações ou coisas do tipo afirma que Yellowstone não é tão queridinha quanto Succession por não ser woke suficiente, por mostrar uma América mais crua, bruta e conservadora. Como já foi provado, isso não faz muito sentido.

Ignorando o pano de fundo, Yellowstone e Succession são iguais, como se olhassem no espelho. Por isso é curiosa a discrepância vista nas premiações. Fazendo valer o ditado antes tarde do que nunca, essa é uma boa hora para corrigir os erros do passado. Não que Succession não mereça as estatuetas e troféus que ganhou; é uma série ótima e tem direito aos louros. Só que Yellowstone também é digna.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!