PREMIAÇÃO

Os Anéis de Poder no Emmy: domínio técnico e zebra como melhor drama

Temporada de estreia do drama do Prime Video estará presente no Oscar da TV de 2023
DIVULGAÇÃO/PRIME VIDEO
A atriz Morfydd Clark na série Os Anéis de Poder
A atriz Morfydd Clark na série Os Anéis de Poder

O que a série Os Anéis de Poder é além de um espetáculo visual deslumbrante? Após o fim da primeira temporada, na última sexta-feira (14), a atração prelúdio da franquia O Senhor dos Anéis entrou no centro do debate do Emmy de 2023. Embora o período de disputa do próximo Oscar da TV esteja apenas no início, já dá para projetar o que deve acontecer com a produção do Prime Video: forte favorita nos prêmios técnicos, zebra como melhor drama.

O termo “série mais cara de todos os tempos” sempre estará atrelado a Os Anéis de Poder até que outra tome isso dela. E se percebe claramente, após oito episódios, que a Amazon não economizou um centavo de dólar na execução da trama. O luxo de cada cenário e figurino, aliado aos efeitos especiais de cair o queixo, são exemplos de dinheiro bem gasto.

Discussões sobre a qualidade da narrativa à parte, Os Anéis de Poder foi um deleite aos olhos. Não basta ter um orçamento gigantesco sem saber aplicar o investimento de forma apropriada. E uma coisa que o spin-off de O Senhor dos Anéis fez muito bem foi usar com eficiência a fortuna lhe dada.

No Emmy de 2023, a série sai na frente para brigar pelas estatuetas do Creative Arts, cerimônia que reúne as categorias técnicas. É possível cravar que Os Anéis de Poder estará presente nas disputas de direção de arte, fotografia, figurino, penteado, maquiagem, música, edição de som e efeitos visuais. E com grandes chances de levar todas.

Visual espetacular de Os Anéis de Poder
Visual espetacular de Os Anéis de Poder

Zebra como melhor drama

Agora vale abordar a qualidade narrativa. Os Anéis de Poder deixou a desejar nesse quesito e não deve ser a concorrente mais potente nas categorias principais, como atuação, direção, roteiro e melhor drama.

Na parte de direção, dependendo do que virá pela frente até 31 de maio de 2023, o fim do período de inscrição do Emmy, a série até pode beliscar uma indicação, se sobrar uma vaguinha. Isso será muito importante, pois dificilmente uma atração indicada nessa categoria fica de fora entre os melhores dramas.

Seja como for, Os Anéis de Poder é zebra na principal disputa de estatueta do Emmy no ano que vem. Ainda faltam oito meses até o fim do período de elegibilidade e muitas séries de peso vão entrar no jogo. Mas pelo visto até agora, de 1º de julho para cá, ao menos outras três séries estão à frente do filhote de O Senhor dos Anéis.

A Casa do Dragão (HBO), a rival mais direta nos debates comparativos inevitáveis, claramente se sobressai e tem mais vigor na corrida pela estatueta de melhor drama. Better Call Saul (exibida no Brasil pela Netflix) e The Handmaid’s Tale (disponível no Paramount+) estão acima de Os Anéis de Poder. E ainda tem The Boys e Stranger Things no páreo.

São oito vagas na categoria melhor drama. No mínimo, até agora, cinco já estão preenchidas. A badalada atração do Prime Video tem de torcer para que, até maio, não venham a surgir quatro séries melhores e, assim, entrar nessa cobiçada briga (o que seria uma vitória, dadas as circunstâncias).

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!