EM PLENO SERTÃO

Saiba onde foi gravada O Cangaceiro do Futuro, nova série brasileira da Netflix

Criação de Halder Gomes, a comédia nacional estreou bem na gigante do streaming
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Cena de O Cangaceiro do Futuro, série brasileira da Netflix
Cena de O Cangaceiro do Futuro, série brasileira da Netflix

Nova produção nacional da Netflix, O Cangaceiro do Futuro leva os espectadores para o sertão nordestino de quase cem anos atrás, recriando a estética do cangaço da época de Lampião. Aquele aspecto bonito de ser visto, junto com uma comédia bem à brasileira, chamou a atenção dos assinantes da plataforma, colocando a atração como a terceira série mais vista no dia seguinte da estreia, realizada no Natal (25). Logo, surgiu a curiosidade de saber onde tudo aquilo foi feito.

A série O Cangaceiro do Futuro foi gravada na cidade de Quixadá, no sertão do Ceará, situada a 149 km da capital Fortaleza; algumas cenas foram realizadas em São Paulo. 

A escolha de Quixadá para ser o pano de fundo de O Cangaceiro do Futuro foi além da beleza natural. A cidade tem inúmeros fatores positivos que atraem uma produção do audiovisual desse porte, como acesso fácil, rede hoteleira vasta e de qualidade, bons restaurantes…A estrutura turística do local facilita a instalação de sets com dezenas e dezenas de trabalhadores.

Criação do cineasta cearense Halder Gomes, o mesmo roteirista do filme Cine Holliúdy (2013), a série coloca Quixadá quase como uma personagem da narrativa. O visual estonteante é de suma importância para a ambiência do enredo, interagindo harmoniosamente com outros aspectos bem particulares da série, como o figurino assinado pela pernambucana Chris Garrido.

Conheça O Cangaceiro do Futuro

O Cangaceiro do Futuro coloca Virguley (Edmilson Filho), homem parecido com Lampião, em uma jornada aventureira, saindo das ruas da São Paulo atual e parando na fictícia Caatingueiras, sertão nordestino. Mas a viagem foi ao passado

Virguley é um cabra frouxo e sem moral, que sonha sair do sufoco que vive na cidade grande e voltar rico para o Nordeste. Querendo ganhar um dinheirinho extra, ele se aproveita da semelhança com Lampião, rei do sertão, para fazer shows em praças públicas da capital paulista.

Certo dia, depois de se meter em mais uma confusão, leva um tapa tão forte no pé do ouvido que acaba fazendo uma viagem no tempo, aterrissando em 1927, era do cangaço. A partir daí, é confundido pela população local com o verdadeiro Lampião e decide tirar proveito da situação.

No sertão nordestino, Virguley começa a agir como se fosse o Rei do Cangaço, forma um grupo muito inusitado, se apaixona por Mariá (Chandelly Braz) e conquista poder em Caatingueiras. Mas, como nada em sua vida é fácil, a fase de glória fica por um fio quando ele esbarra com o verdadeiro Lampião, provocando uma grande reviravolta na história.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!