CURIOSIDADES

De boom turístico a criação de empregos: os números por trás de The Crown

Com mais de 2 bilhões de reais investidos, série é a maior vencedora da Netflix no Emmy
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Cartaz com as atrizes que interpretaram a rainha Elizabeth 2ª em The Crown
Cartaz com as atrizes que interpretaram a rainha Elizabeth 2ª em The Crown

Com primor, a Netflix concluiu The Crown, uma de suas mais importantes séries da história, única produção da gigante do streaming a vencer o Emmy de melhor drama, em 2021. Desde a estreia, há sete anos, a narrativa sobre a trajetória da rainha Elizabeth 2ª (1926-2022) e da família real britânica foi um das mais custosas feitas pela plataforma do tudum. O impacto foi gigantesco, de criação de empregos a fomentação da indústria do turismo.

Confira números e fatos que comprovam a importância e o impacto de The Crown:

R$ 70 milhões – O levantamento mais recente sobre o orçamento de The Crown, divulgado pela prestigiada revista Forbes, mostrou que o custo por episódio da série (só da quinta temporada) foi de US$ 14,4 milhões (R$ 70 milhões).

R$ 2,45 bilhões – Essa mesma pesquisa apontou que a produtora Left Bank Pictures, do grupo Sony, gastou US$ 504 milhões (R$ 2,45 bilhões) com The Crown, da primeira à quinta temporada. Tamanha quantia foi investida em locações, figurino e efeitos visuais para auxiliar na ambientação de época.

21 – The Crown é a série da Netflix com mais Emmys conquistados, 21 (foram 69 indicações); ainda falta colocar nessa conta o desempenho da sexta e última temporada, que irá disputar o Oscar da TV de 2024.

143 – Contando todo tipo de cerimônia, The Crown ganhou 143 prêmios (até a quinta temporada), em 341 indicações.

6,1 bilhões – Foram mais de 6,1 bilhões de interações na rede social TikTok com a #TheCrown.

Metade – O resultado do sucesso no TikTok é o seguinte: exatamente metade da Geração Z (de 18 a 24 anos) sentiram-se motivados a aprender mais sobre a história britânica do século 20 após verem The Crown

800 – A equipe de pesquisa consultou 800 livros históricos que ajudaram na elaboração da trama e serviram de referências.

53% – The Crown ajudou a impulsionar o turismo no Reino Unido, com as pesquisas globais de voos para locais de filmagem aumentando até 53% sempre que uma nova temporada fica disponível na Netflix.

32 – O departamento de figurino criou 32 chapéus diferentes que foram usados pela rainha Elizabeth em suas três fases: jovem (vivida por Claire Foy), madura (Olivia Colman) e velhice (Imelda Staunton).

2.617 – Durante as seis temporadas, The Crown colaborou diretamente na criação de 2.617 empregos, à frente ou atrás das câmeras.

2 mil – The Crown ergueu ou criou dois mil sets em suas seis temporadas.

800 – O departamento de figurino fez mais de 800 tipos de vestimentas originais.

500 –  Só a rainha Elizabeth usou 500 roupas diferentes.

8 – Cada temporada da série demorou, em média, oito meses para gravar.

110 – Em média, cada temporada de The Crown foi gravada em 110 locações, mais ou menos.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!