BASTIDORES

Netflix é diferente da TV convencional neste aspecto (Shonda Rhimes explica)

Criadora de Rainha Charlotte fala sobre como é trabalhar para a gigante do streaming
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
India Amarteifio nos bastidores de Rainha Charlotte, criação de Shonda Rhimes
India Amarteifio nos bastidores de Rainha Charlotte, criação de Shonda Rhimes

Como é fazer uma série para a Netflix em comparação com a TV convencional? O que tem de diferente? A multimilionária showrunner Shonda Rhimes é a pessoa perfeita para explicar isso, pois ela vem da TV aberta americana (ABC), onde criou séries de grande sucesso como Grey’s Anatomy e Scandal, e agora faz dinheiro na Netflix, liderando dramas tipo Inventando Anna e Rainha Charlotte.

Em entrevista ao site Vulture, a rainha do drama na TV detalhou com precisão o diferencial da gigante do streaming em comparação com sua antiga casa. Basicamente, na Netflix os executivos dizem SIM para tudo e tentam encontrar uma maneira de concretizar aquilo que aprovaram. Já na rede da Disney, o NÃO impera.

“[Streaming e TV aberta] são duas máquinas completamente distintas”, destacou Shonda. “A ABC é uma instituição da TV, muito poderosa. A burocracia está por todas as partes. O não aparece logo no começo de um processo. A partir da negativa, você precisa encontrar um jeito de chegar no sim.”

A roteirista relatou que, puxados pelo conservadorismo que dita as regras nos negócios, executivos da ABC agiam com prudência, resistindo a quaisquer novidades. 

“Conseguimos muito [nessa luta pelo sim], em termos de explorar o direito de escolha de uma mulher, coisas que eu pensei que eram apenas problemáticas narrativas, mas acabaram sendo uma verdadeira batalha silenciosa da minha parte para fazer [isso] acontecer na TV”, contou.

Shonda Rhimes na première de Rainha Charlotte
Shonda Rhimes na première de Rainha Charlotte

Em 2017, Shonda Rhimes oficialmente deixou a ABC, onde trabalhou durante uma década e meia, para fazer programas para a Netflix, contrato que lhe rendeu US$ 100 milhões. Em 2021, o acordo com a plataforma do tudum foi renovado para mais cinco anos, aumentando o valor do vínculo (US$ 150 milhões + bônus por produtividade/resultados).

“Eles [executivos da Netflix] dizem sim para tudo, depois analisam como fazer acontecer aquilo que aprovaram”, revelou. “Essa atitude de dizer [sempre] sim tem muito a ver com o entusiasmo que há ali sobre os projetos.”

Na Netflix, Shonda Rhimes tem duas atrações autorais. A elogiada minissérie Inventando Anna (2022) foi sua primeira criação em uma década, desde Scandal. Na recém-lançada Rainha Charlotte, ela foi a criadora e roteirista solo de quatro dos seis episódios.

Muitos se confundem, mas Bridgerton não tem muito o dedo de Shonda. Ela está listada apenas como produtora-executiva. Sua produtora, a Shondaland, é a responsável pelo drama de época, que está lista das atrações mais vistas da história da Netflix.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!