CERIMÔNIA

Heartstopper vence prêmio de melhor elenco no 1º Emmy infantil

Comédia dramática da Netflix leva categoria importante no Children's and Family Awards
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Elenco de Heartstopper durante evento promocional da Netflix
Elenco de Heartstopper durante evento promocional da Netflix

A série Heartstopper (Netflix) ganhou a categoria de melhor elenco de programa live-action na primeira edição do Children’s and Family Emmy Awards, premiação voltada a atrações infantis e de família. Mostra-se um acerto da Netflix, que tirou Heartstopper do Emmy principal para tentar a sorte nessa cerimônia inaugural. No último sábado (10), foi realizada a primeira de duas noites de entrega das estatuetas aos vencedores.

O diretor Daniel Edwards ficou com a estatueta, ele que tem larga experiência em montar elencos para séries britânicas. Heartstopper se destacou, em parte, pelo elenco muito bom e entrosado, sendo assim um prêmio merecido. A atração derrotou três atrações do Disney+, como Doogie Kameāloha: Doutora Precoce, e Sweet Tooth, coirmã da Netflix.

Heartstopper recebeu nove indicações ao Children’s and Family Emmy de 2022. Cinco dessas foram dadas a atores e atrizes da série, que disputam as categorias mais cobiçadas, cujos ganhadores serão conhecidos neste domingo.

Na categoria mais importante, melhor série jovem adolescente, Heartstopper briga com First Day (inédita no Brasil), Doogie Kameāloha: Doutora Precoce, High School Music: A Série: O Musical e A Misteriosa Sociedade Benedict (essas três são do Disney+).

O Children’s and Family Emmy Awards foi criado por causa do volume gigante de produções direcionadas ao público infantil, adolescente e jovem. Antes, produções desse nicho estavam inseridas no Daytime Emmy, que é a premiação para programas exibidos de dia (manhã e tarde) na TV americana. O Emmy mais comentado e prestigiado tem o nome oficial de Primetime, com atrações que ocupam o horário nobre.

Embora seja organizado por uma entidade diferente da que faz o Primetime Emmy, há uma conexão e um acordo, similar ao que ocorre com o Emmy Internacional: uma produção não pode concorrer em mais do que um Emmy por temporada.

Assim, a Netflix optou por inscrever Heartstopper no Children’s and Family, acreditando que a série teria mais chance de arrebatar alguma estatueta ali. Essa estratégia carrega um forte simbolismo, pois em jogo está uma comédia romântica sobre um casal gay, e que narra outras tramas sobre a comunidade LGBTQIA+, em premiação com foco em programas infantis e de família. É uma resistência em tempos nos quais há ataques contra qualquer conteúdo de entretenimento que apresente temática queer e tenha como alvo o público infantil.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!