MERCADO

Criadores de Dark renovam acordo com a Netflix após cancelamento de 1899

Baran bo Odar e Jantje Friese estão com novo projeto engatilhado; conheça
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Baran bo Odar e Jantje Friese no Festival de Toronto, em 2022
Baran bo Odar e Jantje Friese no Festival de Toronto

Os showrunners alemães Baran bo Odar e Jantje Friese, criadores de Dark, renovaram acordo com a Netflix quase dois meses após o cancelamento abrupto (e inesperado) de 1899, outra série alemã desenvolvida por eles. De acordo com o site Deadline, a assinatura do contrato milionário veio com um novo projeto engatilhado, baseado em HQ best-seller.

Jantje e bo Odar já trabalham em Something Is Killing the Children – Alguma Coisa Está Matando as Crianças, quadrinho publicado no Brasil pela editora Devir. A trama é ambientada em uma cidade pequena empesteada de monstros que devoram crianças. Uma jovem e misteriosa mulher detém um poder especial para aniquilar essas criaturas.

Segundo a narrativa da HQ, o menino James é o protagonista. Ele e seus amigos vão brincar à noite em uma casa abandonada em Archer’s Peak, pequena cidade no interior dos Estados Unidos. No dia seguinte, apenas James surge vivo. 

A polícia investiga as mortes dos garotos e o sumiço de outros. Alguns dos que reaparecem não fazem ideia do que aconteceu e contam histórias terríveis sobre uma besta que vive nas sombras.

A única chance de impedir que mais crianças morram está nas mãos de uma jovem forasteira recém-chegada, capaz de enxergar os horrores que atacaram as crianças. Seu nome é Erica Slaughter e seu trabalho é matar monstros, custe o que custar. Mas quem é ela, e de onde vieram essas criaturas, são apenas alguns dos mistérios da trama.

Capa da HQ Alguma Coisa Está Matando as Crianças
Capa da HQ Alguma Coisa Está Matando as Crianças

Nos EUA, Alguma Coisa Está Matando as Crianças é considerada uma das maiores HQs dos últimos cinco anos, vendendo mais do que publicações da Marvel e DC. Em todo o mundo, foram mais de 2 milhões de cópias vendidas. A obra venceu três Eisner Awards, o Oscar dos quadrinhos.

Nesse novo acordo com a Netflix, Baran bo Odar e Jantje Friese vão concentrar esforços em projetos de língua inglesa, visando assim alcançar uma audiência global maior do que a atingida por Dark.


Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias.

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!