INTIMIDADE COORDENADA

Companheiros de Viagem: atores falam sobre aquelas cenas quentes de sexo gay

Romance de época disponível no Paramount+ bota para ferver na hora H
DIVULGAÇÃO/SHOWTIME
Matt Bomer (à esq.) e Jonathan Bailey em pôster de Companheiros de Viagem
Matt Bomer (à esq.) e Jonathan Bailey em pôster de Companheiros de Viagem

Ainda faltam três episódios para o fim da minissérie Companheiros de Viagem (Paramount+). Mas uma coisa é certa: foi cumprida a promessa de mostrar as cenas mais eróticas de sexo gay já exibidas na TV. Para tanto, os astros Matt Bomer (White Collar, The Sinner) e Jonathan Bailey (Bridgerton) tiveram de encontrar uma sintonia fina única, na base da confiança, resultando em entrosamento perfeito e necessário visando a fluidez de cada momento íntimo.

Em entrevista ao site TVLine, ambos falaram sobre isso. Bailey contou o que rolou nos bastidores para tudo dar certo na frente das câmeras. “Nós estávamos unidos desde o início”, contou o ator. “Acredito que, felizmente, Matt e eu temos experiência suficiente em histórias íntimas, sabendo exatamente o que elas exigem dos atores.”

“Então, pareceu ser o instante certo em nossas carreiras para realmente sermos capazes de fazer algo nessa linha”, continuou. “Sabíamos a hora certa de oferecer apoio e confiar.”

Bomer concordou com o colega de cena e acrescentou: “Combinamos desde o início que iríamos cuidar um do outro em todas as cenas”. Segundo ele, foi um desafio ficar vulnerável diante das câmeras e da equipe de produção, cena após cena. Porém, tudo aconteceu naturalmente no final das contas, como se as câmeras nem estivessem ligadas.

Para Bailey, contudo, tão complicado quanto fazer as cenas de sexo e nudez foram os momentos de “intimidade emocional”, conforme classificou. “Foi mais difícil encontrar o tom certo nessas situações”, confessou.

Ele reforçou que a conexão encontrada entre os dois astros foi fundamental, aquela que um olhar já basta para transmitir algo: “Você fica tão ligado que é criada uma camada de intimidade totalmente diferente. A gente conseguia se comunicar um com outro sem precisar falar com os diretores ou roteiristas.”

Baseada no livro Fellow Travelers, inédito em território tupiniquim, Companheiros de Viagem narra um romance entre dois homens que escondem a própria homossexualidade por diversos fatores. A começar por causa do ambiente no qual circulam, o da política americana durante períodos de repressão e ataques homofóbicos explícitos, entre os anos 1950 e 1980.

Matt Bomer interpreta o carismático Hawkins Fuller, que mantém uma carreira financeiramente estável e gratificante trabalhando nos bastidores da política dos Estados Unidos. Ele evita se envolver emocionalmente até conhecer Tim Laughlin (Jonathan Bailey), jovem repleto de idealismo e fé religiosa.

Episódios inéditos de Companheiros de Viagem estreiam aos sábados, no Paramount+. Depois desta semana, vão faltar dois capítulos para o final.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!