DE MÃOS DADAS

Com séries conectadas, franquia The Boys copia cartilha da Marvel

Em Gen V, personagem do brasileiro Marco Pigossi é elo crucial dessa corrente
DIVULGAÇÃO/PRIME VIDEO
Marco Pigossi na 1ª temporada de Gen V
Marco Pigossi na 1ª temporada de Gen V

Na reta final, a primeira temporada de Gen V não vai apenas encerrar o arco narrativo até então encenado. O spin-off de The Boys vai entregar a história para a quarta temporada da série mãe. Por sua vez, a quarta temporada de The Boys terá conexão com a próxima leva de Gen V, já confirmada. Esse modelo é cópia da cartilha a Marvel, diferentemente de muitas franquias da TV com tramas paralelas ou situadas no passado/futuro (vide The Walking Dead).

A produtora de filmes e séries sobre heróis é mestre em fazer com que uma de suas atrações esteja conectada com outras, como elos de uma corrente. É o caso da série Ms. Marvel (de 2022), apresentando a heroína protagonista inserida no filme As Marvels (de 2023). 

A editora do grupo Disney vai a extremos nessas ligações, como a do Gavião Arqueiro (extraído dos Vingadores), que ganhou série própria, apresentou a personagem Echo, que em sua série vai reapresentar heróis e vilões de Demolidor para assim surgir a nova temporada/série de Demolidor.

Curiosamente, a Marvel quer ser livrar dessa fórmula, focando daqui em diante em produções com vida mais independente, tal qual Loki.

Gen V, antes mesmo de encerrar sua primeira temporada, prova que é capaz de caminhar com as próprias pernas. Isso é bom, mas também não deve ser ignorado o universo amplo do qual faz parte. Por isso, a conexão direta com The Boys é bem-vinda.

Em entrevista ao site Entertainment Weekly, Eric Kripke, que é o showrunner de The Boys e um dos criadores de Gen V, falou sobre o modus operandi da franquia.

“No final da primeira temporada de Gen V, vai ter uma entrega para a quarta temporada de The Boys”, revelou Kripke. “Daí, o final da quarta temporada de The Boys vai ter ter conexão com a segunda temporada de Gen V.”

Lembrando que a leva inicial de Gen V se passa após a terceira temporada de The Boys.

[Atenção: spoilers a seguir]
Uma história de Gen V que impacta The Boys diretamente é a criação de um vírus, no laboratório do doutor Cardosa (Marco Pigossi), que pode matar os supers. 

Kripke e Michele Fazekas, a showrunner de Gen V, travam conversas constantemente sobre essas conexões, o que rola em um série com o potencial de impactar a outra. 

Michele ressaltou que essa relação é complicada, pois “a pessoa tem de poder ver Gen V e não precisar acompanhar The Boys, e vice-versa. Mas é muito importante que ambas as séries estejam em sintonia e sejam consistentes.”

Gen V está a dois episódios do final da primeira temporada, marcado para 2 de novembro (no Brasil).


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross