MALDIÇÃO

Choque! Magos das séries de terror trocam Netflix pelo Prime Video

Mike Flanagan e Trevor Macy ainda têm um drama a ser lançado na gigante do streaming
DIVULGAÇÃO/NETFLIX
Victoria Pedretti em cena de A Maldição da Mansão Bly
Victoria Pedretti em cena de A Maldição da Mansão Bly

A dupla Mike Flanagan e Trevor Macy, que produziu séries de terror populares para a Netflix, está mudando de casa. Os dois optaram por deixar a gigante do streaming e assinaram contrato de exclusividade com o Prime Video. Eles foram as mentes criativas e estruturais por trás de dramas marcantes nos últimos anos disponibilizados na plataforma do tudum, como A Maldição da Residência Hill e Missa da Meia-Noite.

De acordo com o site Deadline, Mike Flanagan e Trevor Macy há um tempo demonstravam interesse em buscar novos ares, pois está para acabar a parceria da produtora deles, a Intrepid Pictures, com a Netflix. Após reuniões com todo tipo de estúdio e streaming, eles decidiram pelo Amazon Studios e Prime Video.

Existe uma série da dupla que está sendo finalizada e será lançada pela Netflix, que pode ser a última do contrato. O drama de terror chama-se The Fall of the House of Usher, cuja proposta é pegar contos clássicos do autor Edgar Allan Poe e adaptá-los à modernidade. Ainda não há previsão de estreia dessa atração.

Até agora, Flanagan e Macy entregaram quatro séries de terror para a Netflix. As três primeiras alcançaram grande sucesso, todas criadas por Flanagan e com Macy na produção executiva. O começo da trajetória foi com A Maldição da Residência Hill, em 2018. Dois anos depois veio A Maldição da Mansão Bly. Já Missa da Meia-Noite entrou na plataforma em 2021. Flanagan também é roteirista e dirigiu alguns episódios desse trio.

No ano passado foi a vez de O Clube da Meia-Noite, aposta em uma trama infantojuvenil. O resultado foi abaixo do esperado, principalmente em comparação com os trabalhos anteriores. Nesse caso, a intenção era fazer várias temporadas (as outras três são minisséries, narrativas com começo, meio e fim).

Essa é uma boa aquisição do Prime Video na guerra dos streamings, que tem na contratação de showrunners uma das batalhas mais intensas (e caras).

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!