RUMO AO CONGRESSO

Ator que larga TV para entrar na política tem 8 diplomas universitários

Hill Harper deixou The Good Doctor para tentar virar senador americano
DIVULGAÇÃO/ABC
Hill Harper como o cirurgião Marcus Andrews em The Good Doctor
Hill Harper como o cirurgião Marcus Andrews em The Good Doctor

O ator Hill Harper está oficialmente fora de The Good Doctor. Ele tomou a decisão de largar a TV para tentar entrar no mundo político, sendo um dos candidatos ao Senado americano pelo Estado de Michigan. Harper é dono de oito diplomas universitários, incluindo formação em administração pública, e militante do Partido Democrata (lado da esquerda no jogo da política americana).

Ele era um dos três atores originais de The Good Doctor, aqueles presentes desde o primeiro episódio. Agora, para a sétima temporada do drama médico, desse time restam apenas Freddie Highmore (intérprete do protagonista Shaun Murphy) e Richard Schiff (na pele de Aaron Glassman).

Hill Harper conquistou alguns diplomas antes mesmo de ser ator. Numa dessas jornadas acadêmicas, enquanto estudava direito na prestigiada Universidade de Harvard, ele virou amigo pessoal de Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos. 

Harper deu o primeiro passo na carreira de ator em 1993, na comédia Um Amor de Família. Acumulou passagens breves em muitas atrações, tipo Um Maluco no Pedaço, Plantão Médico e Nova York Contra o Crime.

Seu primeiro papel de destaque foi em 2003, no drama canadense The Handler. No ano seguinte veio o trabalho que transformou a carreira, interpretando o médico-legista Sheldon Hawkes em CSI: NY; apareceu em 197 episódios.

Em The Good Doctor, Hill Harper deu vida ao cirurgião plástico Marcus Andrews. A ausência do personagem da trama não deve ganhar uma justificativa mirabolante, pois no final da sexta temporada ele deixou o cargo de presidente do hospital St. Bonaventure, pavimentando assim um caminho tranquilo para sua retirada da narrativa.

Campanha de Hill Harper na política

Ao site TVLine, um porta-voz da campanha do ator falou sobre essa investida séria na política:

“Hill Harper sente fortemente que há uma crise na democracia americana. Muitas vezes, o governo só funciona para os ricos e poderosos enquanto o resto de nós luta para encontrar um espaço. Harper está dedicando seus esforços em tempo integral para consertar isso e concorre ao Senado dos EUA para dar mais voz aos trabalhadores no Congresso.”

O ator terá batalha dura pela frente nessa sua campanha rumo ao Senado americano. Ele concorre ao lado de políticos experientes (embora tenha em seu currículo ações importantes no mundo da política). O nome favorito do pleito é o da deputada federal Elissa Slotkin.  

Ex-analista da CIA (a agência de inteligência americana), Elissa tem uma grande vantagem: possui muito dinheiro para gastar na campanha, financiamento vindo dos bolsos de doadores generosos; arrecadou, somente em quatro meses, mais de US$ 6 milhões.

Harper e Elissa são do Partido Democrata e disputam a vaga aberta deixada pela senadora Debbie Stabenow, que anunciou que não irá concorrer a um quinto mandato. Assim, eleitores vão escolher, em votação primária, quem será o representante do partido na eleição geral do ano que vem, marcada para 5 de novembro.

Em pesquisas prévias, Elissa Slotkin é a favorita disparada nas primárias do Partido Democrata, com Harper em um distante segundo lugar. Elissa é, inclusive, favorita para vencer qualquer candidato que vier do Partido Republicano no pleito que vale a vaga no Senado.


Siga o Diário de Séries no WhatsApp

Acompanhe o Diário de Séries no Google Notícias

Siga nas redes

Fale conosco

Compartilhe sugestões de pauta, faça críticas e elogios, aponte erros… Enfim, sinta-se à vontade e fale diretamente com a redação do Diário de Séries. Mande um e-mail para:
contato@diariodeseries.com.br
magnifiercross
error: Conteúdo protegido!